Pela primeira vez, streaming vence principal categoria do Oscar

Buscar
Publicidade

Mídia

Pela primeira vez, streaming vence principal categoria do Oscar

Academia premiou No Ritmo do Coração, da Apple TV+; obra concorreu com títulos como Ataque dos Cães e Não Olhe Para Cima, ambos da Netflix

Giovana Oréfice
28 de março de 2022 - 9h40

Na noite do último domingo, 27, aconteceu em Los Angeles, nos Estados Unidos, a premiação anual do Oscar. Entre os vencedores, o longa No Ritmo do Coração, levou a estatueta de melhor filme na edição de 2022, a principal categoria entre as demais. A vitória marca também a primeira vez em que a academia consagra um título de plataforma de streaming, mais especificamente da Apple+. No Brasil, o filme é distribuído pelo Amazon Prime Video.

 

No Ritmo do Coração levou outras duas estatuetas (Crédito: Reprodução/YouTube/Apple+)

A concorrência contou com demais serviços, como Netflix, com Não Olhe Para cima e Ataque dos Cães, além do Star+ e Disney+, com O Beco do Pesadelo e Amor, Sublime Amor. Entre os demais indicados, estavam Belfast; King Richard: Criando Campeãs; Licorice Pizza; Duna, um dos mais premiados da noite, com seis prêmios em categorias técnicas; e Drive My Car. 

No Ritmo do Coração também chama a atenção pela representatividade, uma vez que conta a história de uma jovem de uma família surda que tem o desejo de virar cantora. Troy Kotsur, que dá vida ao pai da garota no filme, se consagrou como o primeiro homem surdo a levar a estatueta de melhor ator coadjuvante para casa. Sian Heder também venceu em melhor roteiro adaptado pelo longa.

Além disso, Will Smith ganhou um Oscar pela primeira vez, na categoria de melhor ator pela sua participação em King Richard. Contudo, o ator foi bastante comentado em noticiários e redes sociais após dar um tapa em Chris Rock, que subiu ao palco para apresentar um dos prêmios e, durante seu discurso, fez uma piada com a esposa do ator, Jada Pinkett Smith, razão pela qual o desentendimento aconteceu. O comediante comentou o fato de Jada estar com os cabelos raspados, decisão tomada pela atriz por sofrer de alopecia, condição que causa da perda de cabelos. 

Ainda, a noite contou com apresentações ao vivo das cantoras Beyoncé, com perfomance da música Be alive, do longa King Richard: criando campeãs, e Billie Eilish, que, ao lado do irmão Finneas O’Connell, ganhou o Oscar por melhor canção original — No time do die, trilha sonora de James Bond.

Confira todos os vencedores da cerimônia:

Melhor filme: No Ritmo do Coração

Melhor Direção: Jane Campion, por Ataque dos Cães

Melhor ator: Will Smith, por King Richard: Criando Campeãs

Melhor atriz: Jessica Chastain, por Os Olhos de Tammy Faye

Melhor ator coadjuvante: Troy Kotsur, por No Ritmo do Coração

Melhor atriz coadjuvante: Ariana DeBose, em Amor, Sublime Amor

Melhor roteiro original: Kenneth Branagh, por Belfast

Melhor fotografia: Greig Fraser, por Duna

Melhor trilha sonora: Hans Zimmer, por Duna

Melhor roteiro adaptado: Siân Heder, por No Ritmo do Coração

Melhor canção original: “No Time to Die” (007 – Sem Tempo Para Morrer)

Melhor edição: Joe Walker, por Duna

Melhor figurino: Jenny Beavan, por Cruella

Melhor som: Duna

Melhores efeitos visuais: Duna

Melhor cabelo e maquiagem: Os Olhos de Tammy Faye

Melhor design de produção: Patrick Vermette, por Duna

Melhor animação em longa metragem: Encanto

Melhor animação em curta metragem: The Windshield Wiper

Melhor filme internacional: Drive My Car (Japão)

Melhor documentário em longa-metragem: Summer of Soul

Melhor documentário em curta metragem: The Queen of Basketball

Melhor curta metragem em live action: The Long Goodbye

Publicidade

Compartilhe

Veja também