As startups transformam o mundo

Buscar

Opinião

Publicidade

As startups transformam o mundo

Número de organizações e instituições que investem recursos nas startups tem aumentado em todo planeta


1 de dezembro de 2016 - 14h45

Uber, Netflix, Spotify, Airbnb, Snapchat, Paypal, EasyTaxi e Buscapé. Todas essas marcas, que vivem em nosso cotidiano atualmente, um dia foram startups. Todas elas mudaram nossos hábitos e impactaram negócios já instituídos, destronando organizações e transformando radicalmente o modelo de negócio vigente. Registramos um boom no número de startups no mundo e no Brasil, isso significa que vivemos um momento incrível da humanidade para transformações ainda mais radicais do que já tivemos até agora.

O termo “startup” ganhou notoriedade a partir da chegada da internet em nossas vidas. Desde então, o número de organizações e instituições que investem recursos nas startups tem aumentado muito em todo planeta. Fui ao SmartCamp, que é uma competição global de startups. Passei um dia na competição brasileira do SmartCamp onde fiz um vídeo para ver como funciona essa história de competição de startups. Foram 200 startups inscritas e apenas sete delas chegaram à grande final. Elas receberam a atenção de um grupo de 32 mentores, composto por executivos, venture capitals, aceleradoras, incubadoras, empreendedores de sucesso, agências de comunicação e o cônsul de Israel.

Espero que curta.

 

 

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Mauro Segura

  • Spotify

  • PayPal

  • Netflix

  • Snapchat

  • Uber

  • Airbnb

  • Buscapé

  • EasyTaxi

  • SmartCamp

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”