Como usar o Pinterest para a marca sem gastar um centavo

Buscar

Opinião

Publicidade

Como usar o Pinterest para a marca sem gastar um centavo

Se posicionar de maneira estrategicamente correta para que seja percebida é uma grande oportunidade para roubar a atenção de quem está pesquisando


15 de fevereiro de 2019 - 16h17

 

(Crédito: Charles/Unsplash)

Se você conhece o Pinterest, sabe que é uma ótima fonte de influência para aqueles que buscam inspiração em imagens. A rede social já é utilizada por mais de 30 milhões de brasileiros e um grande volume de marcas têm um perfil que funciona como um “catálogo” para que exponham seus produtos ou serviços. Caso não conheça, vale a pena fazer uma busca no Google e entender o quanto pode ser interessante para armazenamento e pesquisa de conteúdo gráfico.

O mais interessante é que a plataforma é utilizada como fonte de inspiração para planejamento de ações futuras e, quando comparamos com as demais fontes de tráfego que conhecemos, entendemos como isso funciona.

Facebook e Instagram, por exemplo, podem ser classificadas como redes de exibição de situações passadas (uma foto da festa que aconteceu ou um vídeo do jogo do seu time). Essas duas redes sociais também proporcionam atividades ligadas ao presente, as transmissões ao vivo. Outra rede que transmite essa clareza do presente é o Twitter. Que traz assuntos e discussões em tempo real.

Quando olhamos para o consumo dos usuários do Pinterest, é possível identificar diversos perfis de pessoas, centralizados nos que buscam referências para algum evento que ainda vai acontecer. Como, por exemplo, um casamento, uma reforma no apartamento, uma tatuagem ou até mesmo um drink que se fará no final de semana com os amigos.

Entendendo a relevância do canal em um momento de planejamento do usuário, é importante ter em mente que a maioria das tomadas de decisão, partem exatamente desse momento de buscas por referências e inspirações. Sendo assim, posicionar a sua marca de uma maneira estrategicamente correta para que seja percebida neste momento é uma grande oportunidade para roubar a atenção de quem está pesquisando.

No Brasil, ainda não existem modelos comerciais para anunciar dentro da plataforma. O Pinterest já trabalha com venda de mídia em diversos países do mundo, mas teremos que esperar algumas etapas para poder viver essa realidade.

Não iria começar um texto com tantos apelos positivos para uma ferramenta para, no final, cortar o barato, falando que no Brasil não é possível utilizar o Pinterest para sua marca.
Sim, é possível. E quer saber a melhor parte? Sem gastar 1 centavo.

Exato, para inserir o seu negócio (seja uma loja online ou física) você só precisa criar um perfil e depois pode criar quantas pastas quiser, para classificar produtos por categoria, por exemplo. É claro, a rede é composta por fotos muito bem produzidas e que geram desejo nos consumidores, então o mínimo desejável para se destacar é que a qualidade do seu conteúdo seja alta.

Quando um usuário pesquisa por termos no qual refletem à descrição das suas imagens, elas serão exibidas no resultado da busca, onde a prioridade é baseada na relevância da descrição para as palavras-chave utilizadas.

Outro recurso possível (que para mim é a cereja do bolo) é criar um PinCode. É uma espécie de QR code que você pode criar para o seu perfil ou para alguma pasta que criou. Na prática, existem inúmeras possibilidades de utilizar esse código.

Se você oferece dicas de moda e o seu perfil tem diversas imagens de looks inspiradores, você pode utilizar o PinCode em uma publicação do Facebook, orientando o usuário a escanear para que acesse a pasta com os looks que serão tendência no próximo verão. Ou se você é dono de um bar famoso pelos drinks exóticos e criou uma pasta com receitas dos drinks mais pedidos, também pode criar uma publicação no Facebook que direcione os usuários a essa pasta, assim como pode imprimir displays de mesa para que os clientes tenham acesso às receitas pelo próprio celular. As opções são infinitas e vale exercitar o cérebro para bolar estratégias que guiem o seu público para o conteúdo que deseja anunciar.

Com dica, dá uma olhada em algumas marcas que utilizam o Pinterest: Sephora, Imaginarium e Sony.

**Crédito da imagem no topo: Reprodução/Pinterest

Publicidade

Compartilhe