Como estamos desenhando o nosso futuro

Buscar

Opinião

Publicidade

Como estamos desenhando o nosso futuro

C2 Montréal: criatividade e comércio em sinergia através das pessoas


24 de maio de 2019 - 18h17

(Crédito: divulgação)

O C2 Montréal vem ganhando notoriedade entre os festivais de inovação ao redor do mundo, e o que faz o ele se destacar é o holofote que coloca sobre a responsabilidade que as pessoas têm no impacto da criatividade sobre o comércio e vice-versa. Explico: não há fórmula mágica criativa que sobreponha a consciência de cada ser humano como indivíduo e parte operante de um negócio. Se você não dá valor aos seus valores, então você tem cada vez menos valor no mercado. Deu para pegar o espírito?

O tema do #C2M19 é Tomorrow. Como o que estamos produzindo hoje ressonará no nosso amanhã? Nos últimos anos ouvimos repetidamente as palavras “empatia”, “escuta ativa”, “respiração”, “inclusão” e muito se tem feito a respeito delas. Este ano o C2 nos provoca a não apenas repetí-las – e incluir algumas novas –, mas a colocá-las em prática no mercado o mais rápido possível.

“From talk to action!” é o mood que vibra pelo festival criado para gerar uma atmosfera que inspira criatividade pelos corredores.

O amanhã depende das pessoas, e tudo aqui gira em torno delas, assim, os temas das atividades e ativações estimulam a conexão e a troca. Profissionais que não se conhecem se sentam para discutir temas em Braindates propostos através do aplicativo do evento, interagem em workshops e labs temáticos e trocam contatos automaticamente através do crachá que por sua vez, faz parte de um game. Isso mesmo, neste ano o C2 está “gamificado”: Os participantes com maior pontuação – diretamente proporcional à sua interação durante o evento – , ganham experiências exclusivas e, por conta disso, os corredores andam em polvorosa, tomados por criativos dispostos a se conhecerem e trocarem experiências. Nas filas, nos cafés, nas atividades, todo mundo muito curioso.

E, por falar em curiosidade, essa é a palavra da vez. Paul Propster líder do laboratório de conteúdo da Nasa – Jet Propulsion Lab – afirma que o amanhã é moldado pela nossa curiosidade de hoje. Bozama Saint Jhon por sua vez, conta que para fazer parte do seu time, a característica que mais busca em um profissional não é a experiência acumulada, mas sim a curiosidade: “Para trabalhar comigo é preciso acordar e saber o que está acontecendo à sua volta” afirma.

Além disso, vale citar que Bozama arrancou palmas da platéia com duas boas frases a respeito de acesso e quebra de paradigmas: “Não me tornei CMO por ser inacessível, mas pelo contrário. Todos sempre tiveram acesso a mim” contou. “A mesma mulher que posta uma foto de biquíni no Instagram é a mulher que negocia milhões em uma mesa de reunião na Apple. Foi se o tempo em que isso era malvisto”.

Discussões a respeito da privacidade dos dados estão fervendo e tiveram o seu ponto alto – até agora – a palestra do ministro da inovação e ciências do Canadá Navdeep Singh Bains, que anunciou uma nova associação dedicada ao tema no país com o objetivo de torná-lo referência no assunto. Bravo mais uma vez, Canadá!

Outro tópico proeminente em discussões da conferência é a saudabilidade das crianças nos dias de hoje. Além de dar voz aos pequenos empreendedores no programa “7 under 17”, onde são carinhosamente chamados de change-makers and action takers, temas como entretenimento infantil em VR, inteligência artificial nas escolas e estímulo de sentidos através da tecnologia saem da sombra e entram em pauta.

Por fim, se o nosso maior valor são as pessoas, é preciso cuidar dos nossos ambientes interno e externo para que elas prosperem. Discussões sobre o futuro do clima, indústria do plástico, a necessidade do descanso para a produtividade e até posições corretas para a prática de Yoga fazem do festival um encontro ainda mais humano durante estes três dias em Montréal.

*Crédito da imagem no topo: PeopleImages/iStock

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”