Noites com sol

Buscar

Opinião

Publicidade

Noites com sol

Jogos Olímpicos são base de impulsão para carreiras midiáticas de atletas capazes de engajar público mais amplo, com autenticidade e conteúdos de entretenimento que vão além das especificidades dos esportes por eles praticados


2 de agosto de 2021 - 14h13

Rayssa Leal, a Fadinha, é a protagonista da campanha da Nike. (Foto: Divulgação)

No começo da madrugada, a fadinha que tradicionalmente embala histórias de ninar crianças dá novo sentido ao termo e faz jus à mensagem de empoderamento: lute como uma garota. Como se estivesse se divertindo em um parque, como fazem as meninas de 13 anos, Rayssa Leal voltou de Tóquio com prata no skate e fez história como a medalhista brasileira mais jovem de todos os Jogos Olímpicos. Na noite seguinte, as ondas agitadas pela proximidade de um tufão foram palco de outro ineditismo: com seu ouro, Ítalo Ferreira tornou-se o primeiro campeão olímpico do surfe.

Estreantes nos jogos, os dois esportes já muito praticados por brasileiros ganham ainda mais visibilidade não só pelas habilidades técnicas desses atletas, mas pelo carisma com o qual lidam com o público. Como combustível dessa ascensão, duas características que integram o enredo de muitas histórias de superação de esportistas brasileiros, que enfrentam inúmeras adversidades para chegarem à elite do esporte mundial: autenticidade e simplicidade.

Entre as inúmeras consequências dos Jogos Olímpicos, como a de atrair pessoas para práticas esportivas e, neste momento, contribuir para a diminuição da estafa à qual o mundo está submetido pelo combate à Covid-19 e a tristeza das perdas que provoca, está ainda o poder de impulsionar carreiras midiáticas de muitos atletas, que conquistam a simpatia do público e passam a ser mais disputados para ações de marketing, numa época em que valores com autenticidade e simplicidade ganham importância na indústria da comunicação e na postura das marcas, ávidas por humanizar suas imagens públicas.

Exemplos da força e perseverança nordestinas, a maranhense Rayssa e o potiguar Ítalo, ao transformarem sonhos em realidade, são expoentes na lista de novos influenciadores no universo do esporte, que inclui, ainda, o jogador de vôlei Douglas Souza, que ganhou audiência com suas postagens espontâneas, irreverentes e bem-humoradas, e foi contratado na semana passada para reforçar a comunicação da XP Investimentos.

Esses atletas são alguns dos personagens que motivam a reportagem de capa da edição semanal, que debate o efeito da combinação entre visibilidade olímpica, ebulição das redes sociais e rotina mais digital do público em função da pandemia na impulsão aos novos astros do esporte no marketing de influência. Uma equação puxada pelo desempenho na competição, mas embalada especialmente pelas causas que defendem e pelas posturas públicas que cultivam.

Em ano atípico, sem público in loco e com horários que atravessam a madrugada para os brasileiros, os Jogos Olímpicos de Tóquio já são os mais digitais da história — o que impacta numa mudança de hábitos para parte da audiência, agora mais notívaga, e gera mais atração para o noticiário em real time. No Twitter, por exemplo, o Brasil é o segundo País do mundo com mais postagens sobre os Jogos Olímpicos, registrando mais de 12 milhões de tweets sobre a competição na semana de 19 a 26 de julho.

Os desdobramentos do evento para anunciantes, agências e mídia vêm sendo acompanhados por Meio & Mensagem na série Marketing na Olimpíada, cujo ciclo atual iniciou-se ainda em 2019, enfrentou o adiamento de 2020 e encerra-se na próxima edição.

A partir daí, terá início o período mais curto que a nossa geração já vivenciou para a próxima Olimpíada, de Paris, em 2024. Uma jornada que para muitos atletas já se iniciou e uma nova oportunidade para as marcas, que poderão, daqui a três anos, ter construído histórias mais autênticas de apoio ao esporte e de parceria com os atletas brasileiros, que precisam vencer obstáculos inimagináveis para conseguir fazer a gente dormir feliz, nem que seja às cinco da manhã.

*Crédito da foto no topo: Eugenesergeev/iStock

Publicidade

Compartilhe