Jogando pela floresta

Buscar

Opinião

Publicidade

Jogando pela floresta

Como líderes de marketing, é importante ampliar o poder de nossas plataformas e patrocínios para agir em resposta à crise climática


31 de agosto de 2021 - 13h13

Amazônia (Crédito: Ildo Frazao/ iStock)

Faça um exercício mental: imagine um mundo sem florestas. Acredito que o ambiente pensado não seja habitável ou receptivo, certo? Isso porque as florestas cobrem cerca de 30% da superfície terrestre e, entre muitas outras funções, ajudam a regular o clima do planeta.

Um estudo recente que realizamos na Mastercard revelou que a pandemia da Covid-19 alavancou a consciência ambiental de consumidores em todo o mundo. Mais da metade (55%) dos brasileiros, afirmaram que agora dão mais valor às marcas que se comportam de forma mais sustentável, enquanto 85% dos brasileiros estão mais conscientes quanto ao seu impacto no meio ambiente desde o início da pandemia.

Com uma demanda tão clara vinda do consumidor, é essencial que as marcas atuem nessa frente e promovam ações de engajamento, especialmente com o público jovem. E, para isso, é necessário estarmos presentes em plataformas que conversem com essas gerações.

Hoje, mais de 67 milhões de brasileiros estão integrados ao universo gamer, segundo dados da Pesquisa Brasil Game Show (BGS). Com isso em mente, por que não estar presente dentro de League of Legends (LoL) – que domina há 8 semestres consecutivos como o jogo de maior influência em todo o mundo, e com significativo crescimento de audiência e jogadores, de acordo com o Relatório do 1º trimestre de 2021 da The Esports Observer – com uma ação de conscientização?

Essa foi a provocação que fizemos quando iniciamos, junto a nossa agência WMcCann, o desenho de uma ação inédita no universo virtual. No dia 5 de setembro, data que celebra o Dia da Amazônia, faremos uma grande intervenção no jogo. A floresta, espaço essencial para as táticas de LoL, estará indisponível no mapa da partida porque vai sofrer um desmatamento e os jogadores serão impedidos de acessá-la. Com isso, poderão ter uma pequena dimensão do que é viver num mundo sem florestas. Afinal, se é delas que saem recursos para vencer partidas no jogo, imagine na realidade?

Sabemos da importância da preservação de florestas, como a Amazônia, para a nossa vida e, como líderes de marketing, é importante ampliar o poder de nossas plataformas e patrocínios para agir em resposta à crise climática. A agenda ESG é uma responsabilidade coletiva e todos nós fazemos parte de um ecossistema. Para que os negócios prosperem, as corporações precisam atuar de forma que suas redes de parceiros, clientes e comunidades também evoluam.

A ação do próximo domingo reforça o compromisso global realizado pela Mastercard com a criação da Coalizão Planeta Priceless, que tem como objetivo reflorestar 100 milhões de árvores até o final de 2025.

A Diretora-Executiva da ONU Meio Ambiente, Inger Andersen, já falou sobre os benefícios de parcerias como a que estamos desenvolvendo com LoL, pois entende a capacidade que os videogames têm de envolver, inspirar e cativar a imaginação de bilhões de pessoas em todo o mundo para lidar com a emergência climática.

Marcas como a Mastercard, estão enxergando oportunidades de ações efetivas em cenários alternativos e inovadores, alavancando ainda mais o compromisso com a inclusão e a sustentabilidade. E o LoL se torna uma plataforma de patrocínio poderosíssima para transmitir essas mensagens.

Convidando os gamers a jogar sem a floresta virtual, buscamos transmitir uma mensagem sobre urgência em preservar a natureza. Com isso, esperamos que essa comunidade tão unida e engajada nos ajude a vencer o desmatamento e jogar pelas florestas da vida real. Afinal, não há um plano B. Agora é a hora de virar esse jogo, mesmo que esse movimento comece no metaverso.

*Crédito da foto no topo: Avigator Photographer/iStock

Publicidade

Compartilhe