Black Friday: 3 posicionamentos que geraram buzz às marcas no período

Buscar

Opinião

Publicidade

Black Friday: 3 posicionamentos que geraram buzz às marcas no período

A Black Friday, data comemorativa do varejo americano que remonta dos anos 60 como um dia especial recheado de descontos e liquidações diversas, começou a ganhar destaque no Brasil no ano de 2010


27 de outubro de 2021 - 6h00

Sempre ficamos ansiosos pelas festas de fim de ano, e, em 2021, o período terá um sabor especial. Depois de quase dois anos com severas restrições causadas pela pandemia, finalmente começamos a ver uma luz no fim do túnel. Com o aumento considerável da vacinação e a redução significativa dos casos, poderemos, enfim, retomar um mínimo de normalidade em nossas vidas.

É neste momento, também, que é aberta a temporada de compras, com o recebimento da primeira parcela do 13º salário e as ofertas da Black Friday. É quando as pessoas se preparam para lotar os shoppings e para navegar em seus sites favoritos por ofertas imperdíveis para comprar os produtos que muitas vezes esperaram o ano todo.

A Black Friday, data comemorativa do varejo americano que remonta dos anos 1960 como um dia especial recheado de descontos e liquidações diversas, começou a ganhar destaque no Brasil no ano de 2010, e desde então vem ganhando cada vez mais adeptos, já fazendo parte do dia a dia das empresas e seus consumidores.

Atualmente, a data já é responsável por mais de R$ 4 bilhões de faturamento no e-commerce brasileiro, tornando-se um dos momentos mais importantes do varejo nacional. Um estudo recente realizado pela Ebit/Nielsen mostrou que, entre os anos de 2019 e 2020, as vendas do comércio eletrônico cresceram 25%, e foram o período mais significativo de receita do ano para o canal. Esses números muito provavelmente foram acentuados pelo distanciamento social causado pela crise do coronavírus, porém, o comportamento do consumidor foi alterado drasticamente e tudo indica que neste ano, mais uma vez, teremos uma Black Friday muito forte.

Tendo isso em mente, cada vez mais os posicionamentos de marcas ganham relevância durante o período. Se diferenciar durante a Black Friday não é fácil, além de criatividade, requer um entendimento ímpar do momento em que os consumidores se encontram. Neste sentido, quero dividir aqui três exemplos de posicionamentos que conseguiram gerar um buzz para os anunciantes, bem como algumas melhores práticas que podem ajudar a inspirar aos profissionais de marketing a criarem suas ações.

A Black Friday é uma das mais importantes datas do comércio e otimizar as conversões neste período é fundamental para o crescimento das vendas (Créditos: Shutterstock)

Kohl’s – “Rebecca”

Kohl’s “Rebecca” Black Friday Commercial

O primeiro anúncio é da rede varejista Khol’s. É uma ação muito controversa, que no ano de seu lançamento em 2011, causou muito barulho. O vídeo mostra uma consumidora esperando na fila para aproveitar as promoções da Black Friday. Com um jingle chiclete e cenas politicamente incorretas, como empurrar uma velhinha para aproveitar as ofertas e pegar produtos da cesta de outra consumidora, o anúncio procura mostrar um pouco do frenesi que a data causa e como o comportamento das pessoas fica alterado nesta época do ano.

Walmart – “#UnwrapTheDeals”

Walmart – “#UnwrapTheDeals”

O segundo anúncio é da também rede varejista Walmart, já no ano de 2020, que procura retratar o ambiente em que vivemos, assim como direcionar seus consumidores a realizarem suas compras online por meio do e-commerce da empresa. O vídeo traz célebres influenciadores digitais adaptando sua comunicação para a campanha promocional da rede naquele ano dentro da rede social TikTok. Uma quebra de paradigma e tanto, em se tratando de um varejista que sofreu bastante com o crescimento acelerado da Amazon.

Patagonia – “Buy Less, Demand More”

Buy Less, Demand More

Por fim, no terceiro anúncio, temos uma ação da rede de moda norte-americana Patagonia. Famosa por seu ativismo ambiental, a varejista procura alertar em seu anúncio para um consumo consciente no fim do ano, para evitar excessos e procurar comprar produtos com qualidade e durabilidade, elementos associados ao espírito da marca.

O anúncio da Khol’s mostra a loucura que essa data causa nos consumidores. Já o Walmart procura referenciar, por meio de influenciadores digitais, as novas formas de se consumir digitalmente nesta data comemorativa. Finalmente, a Patagonia procura comunicar para seus clientes um consumo mais consciente. Três marcas e três posicionamentos que causaram impacto no mundo corporativo. Estes três exemplos de ações servem para inspirar, cada um à sua maneira, o que pode ser feito ou não de comunicação pelas marcas e pelos anunciantes nesta Black Friday. O mais importante de tudo é que a comunicação ter a ver com o ethos do seu negócio e passar a mensagem que o consumidor está esperando neste fim de ano.

Publicidade

Compartilhe