A transformação definitiva da nossa indústria

Buscar
Publicidade

Opinião

A transformação definitiva da nossa indústria

A internet como a conhecemos está chegando ao fim. É um outro bicho este conjuntinho 5G-Web3- Metaverso-Blockchain. De novo, não incorra no erro clássico de entender que essas coisas são caixinhas. Tudo se integra e se integrará cada vez mais. 5G-Web3- Metaverso-Blockchain é o full stack da próxima transformação


29 de março de 2022 - 14h08

Créditos: Shutterstock e Arte M&M

Neste mundo, nada é definitivo. Só uma coisa: a transformação recorrente. E nossa indústria, finalmente, engatou seu vagãozinho nesse trem das estrelas. Que viaja na nuvem. Basta ver o Meio & Mensagem.

Sou obviamente suspeito para falar da empresa em que trabalhei 40 anos, mas tente abstrair esse fato e vamos aos fatos.

Hoje sou leitor de M&M. Tem suas vantagens olhar de fora. E o que vejo expresso lá é exatamente a melhor fotografia dessa transformação agora nada silenciosa pela qual estamos passando.

Olhe as manchetes. Assuntos que me lembro terem sido menos atraentes, porque ainda embrionários e em desenvolvimento, hoje estão estampados como os principais assuntos das publicações e eventos do grupo. Refiro-me às transformações digitais e tecnológicas que foram quase mito e tabu no setor por mais de uma década, hoje em destaque editorial por toda parte no que o M&M faz e publica.

Isso quer dizer duas coisas: o M&M segue sendo o melhor espelho da realidade desta indústria; a revolução deixou de ser silenciosa e de poucos para poucos, para se transformar em mainstream.

Leio hoje o ProXXIma online e aprendo todo dia sobre novas tendências e como aproveitá-las para as coisas que posso fazer e que todos podemos, em nossas empresas. O ProXXima virou um manual de como tirar vantagem do que os avanços e o de- senvolvimento do conhecimento humano nas áreas de ciência e tecnologia aplicada
podem representar. E nos ajudar.

Enfim, aquilo que me lembro de muitas vezes terescrito paraadictos e em desalinho com o mercado (para insatisfação de muitos), hoje ninguém se espanta. Finalmente. Quero dar aqui apenas algumas contribuições adicionais do que acredito que sejam as últimas milhas ainda a serem percorridas pela nossa indústria.

A integração cada vez maior entre marketing e commerce é uma delas. E bem importante. Os grandes grupos já perceberam isso e estão se integrando. Os anunciantes já saíram na frente e, se nem todos, muitos, já perceberam que é tudo uma coisa só. Se você conseguir hoje diferenciar marketing e vendas é porque não está vendo o big picture e continua enxergando, miopimente, para caixas e verticais que não existem mais. Quando você ficar em dúvida sobre porque digo isso, olhe-se como consumidor. Para nós, usuários e navegantes do digital em nossa vida cotidiana, não existe essa di- ferença. Pronto. É isso. Se você não olhar para o seu negócio com os olhos de quem o consome, errou feio. E essa integração é vital para o futuro das empresas e da nossa indústria. Talvez M&M pudesse analisar esse vital elo mais de perto.

Outro é dados. Sei que todo mundo hoje fala de dados e usa dados. Mas a verdade é que falta ainda o estágio da excelência e da integração.

A maior parte dos anunciantes e boa parte das agências ainda não sabem como integrar toda a jornada em um só banco que me entenda como Pyr e não como o Pyr do site, do app, do e-commerce, do chat, do call center, do anúncio, whatever.

Continuo sendo vários Pyrs. Isso ainda me espanta, porque as plataformas de integração existem há anos e nossa indústria como um todo segue comendo bola.

Outro tema que está cada vez mais e seguirá estando na pauta do M&M é a relevância das consolidações da nossa indústria via M&A. E aqui faço um disclaimer, porque hoje sou sócio de uma butique de M&A. Mas esqueça isso, por favor, por um instante.

E leia as mais recentes manchetes do M&M e do ProXXIma. As fusões e aquisições são, hoje, uma ferramenta de avanço e transformação digital vital para nossa indústria. Grandes grupos de comunicação e mídia, grandes anunciantes, empresas do ambiente martech e edtech, seguem todas em ritmo acelerado de compra e venda de ativos em busca de sua mais acelerada transformação.

Todos esses elos da cadeia sabem que não está mais dentro de casa a solução para todos os problemas de avanço e transformação que precisam endereçar. Pronto, falei.

Por fim, queria terminar meus five cents de contribuição chamando a atenção para o fato — de resto super bem mapeado pelo M&M recentemente — de que a internet como a conhecemos está chegando ao fim. É um outro bicho este conjuntinho 5G-Web3-Metaverso-Blockchain.

De novo, não incorra no erro clássico de entender que essas coisas são caixinhas. Gente, não existem mais caixinhas. Tudo se integra e se integrará cada vez mais. 5G-Web3-Metaverso-Blockchain é o full stack da próxima transformação. Se liga.

Isso dito, recomendo suspeitamente — mas justificadamente — que você continue lendo o M&M. O presente e uma portinha do futuro estarão lá te esperando.

Publicidade

Compartilhe

Veja também