Americanas têm plano de recuperação judicial aprovado e prevê aporte

Buscar

Americanas têm plano de recuperação judicial aprovado e prevê aporte

Buscar
Publicidade

Marketing

Americanas têm plano de recuperação judicial aprovado e prevê aporte

Plano foi aprovado em Assembleia Geral de Credores e previsão é que seja homologado em janeiro de 2024; trio de acionistas deverá investir R$ 12 bilhões


20 de dezembro de 2023 - 13h28

O plano de recuperação judicial (PRJ) do Grupo Americanas foi aprovado na última terça-feira, 19, em Assembleia Geral de Credores. O comunicado foi feito via fato relevante.

plano americanas

Crédito: Shutterstock

O plano foi apresentado em janeiro e, à época, incluía um aporte de R$ 10 bilhões, venda de ativos e outros. A empresa comunicou que o plano sofreu algumas alterações desde então.

De acordo com fato relevante divulgado pela empresa, o PRJ ainda será submetido à homologação, que espera-se que ocorra em janeiro de 2024. De acordo com o grupo, instituições como Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco da Amazônia, fundos do Itaú, BTG e Banco Votorantin estão entre os credores que acordaram previamente em apoiar o plano.

Jorge Paulo Lemann, Carlos Alberto Sicupira e Marcel Telles integrarão o plano com um aporte de R$ 12 bilhões na empresa. Eles são acionistas responsáveis por 30% do capital da Americanas. Ao todo, a capitalização contida no plano deverá totalizar R$ 24 bilhões.

Ainda, a varejista deverá vender o Hortifruti Natural da Terra, a Uni.Co, e ainda depende de avaliação da possibilidade de venda de Ame, o braço de serviços financeiros da Americanas. Há também a previsão da emissão de novas ações.

A reportagem do g1 sobre o caso indica que Leonardo Coelho, CEO da Americanas, afirmou em nota que o plano cria um caminho bem pavimentado para a reconstrução operacional e financeira da empresa.

Os comunicados passados da Americanas

No mesmo dia em que a aprovação foi comunicada, a organização anunciou o adiamento da divulgação de suas informações trimestrais. De acordo com o fato relevante, a “preparação e revisão estavam sujeitas à finalização das demonstrações financeiras do exercício social findo em 2022 e da reapresentação das demonstrações financeiras do exercício social findo em 2021”.

Anteriormente, em novembro, a Americanas comunicou seu novo plano de negócios até 2025. A empresa espera atingir mais de R$ 1,5 bilhão (já com desconto de aluguéis) em geração de caixa no ano em questão. A “Nova Americanas”, conforme indica o comunicado, foca no fortalecimento do protagonismo “figital”.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Mercado Livre Arena Pacaembu cancela abertura e show de Roberto Carlos

    Mercado Livre Arena Pacaembu cancela abertura e show de Roberto Carlos

    Apresentação do cantor marcaria a abertura do espaço de eventos do Mercado Pago Hall; Mercado Livre adquiriu naming rights do local em janeiro

  • Surf: Dream Tour define patrocinadores para 2024

    Surf: Dream Tour define patrocinadores para 2024

    Prio, Gerdau e Estácio promovem as quatro etapas do principal campeonato de Surf do Brasil