Brasileirão estreia com boom de patrocínios de bets

Buscar

Brasileirão estreia com boom de patrocínios de bets

Buscar
Publicidade

Marketing

Brasileirão estreia com boom de patrocínios de bets

Além da Betano, que dá seu nome à competição, campeonato conta com outras cinco casas de apostas em suas propriedades, além das que aparecem nas placas nos estádios


15 de abril de 2024 - 15h31

Jogo entre Corinthians e Atlético Mineiro pelo Brasileirão somou 18 marcas nas placas de publicidade (Crédito: Divulgação / CBF)

Jogo entre Corinthians e Atlético Mineiro pelo Brasileirão somou 18 marcas nas placas de publicidade (Crédito: Divulgação / CBF)

O Brasileirão estreou no sábado, 13, com novidades nos patrocínios. Além do novo contrato de naming rights firmando com a Betano, que faz com que a competição assuma o nome Brasileirão Betano, o bakcdrop de entrevistas conta com outras seis marcas.

Aposta Ganha, Betano, Betnacional, Binance, Giro Agro, Sicoob e Superbet compõem a listagem das marcas que aparecem nessas propriedades. Além disso, a competição tem outros ativos que aparecem durante as partidas, como as placas de campo.

As placas de campo são comercializadas de forma individual, para os clubes da série A da competição (com exceção do Palmeiras que já tem o seu contrato com a Sports Hub), pela Brax.

A partida entre Corinthians e Atlético Mineiro, que aconteceu neste domingo, 14, na Neo Química Arena e que foi transmitida pela Globo, por exemplo, contou com 18 marcas nas placas.

1xbet, 51, Aposta ganha, Assai Atacadista, Betano, Betnacional, Casa do Construtor, Cobrecom, Cruzeiro do Sul, Gol, Grupo Souza Lima, Ogochi, Paybockers, Penalty, Quartzolit, Sicoob, Superbet e Vaidebet estiveram presentes na partida.

Assim, somando as duas propriedades, a TV aberta exibiu 21 marcas durante a partida, somente dentro de campo. Dessas, sete eram casas de apostas.

Espaço dividido

Esse exemplo demonstra como as propriedades para o segmento de apostas esportivas estão cada vez mais cobiçados. Desse modo, há uma disputa maior pelo espaço, aumentando o valor da propriedade, como explica Benjamin Yung, CEO da DPZ. “Como tem uma invasão de bets investindo dinheiro, isso inflacionou os custos para toda categoria. Temos um estudo que indica que o custo de mídia aumentou cerca de 30% a 40% para as bets”, diz.

No Paulistão Sicredi, cinco das 13 marcas exibidas nos gramados eram do segmento de apostas. Betano, Esportes da Sorte, Novibet, Pixbet e Sportingbet negociaram com a Federação Paulista de Futebol (FPF), através da LiveMode, para ativações e espaços específicos nos jogos.

“Os veículos perceberam a oportunidade de atrair um maior número de anunciantes para uma mesma propriedade, anteriormente destacada pela exclusividade. Assim, é interessante observar que, ao contrário da tendência de redução de verbas de marketing em outros setores, o mercado de apostas tem se destacado pelo volume de investimento e pela disposição em renunciar à exclusividade do segmento”, avalia Rafaela Queiroz, managing director da Performics Brasil.

Publicidade

Compartilhe

Veja também