Shein apresenta descontos na TV com Virgínia e Zé Felipe

Buscar

Shein apresenta descontos na TV com Virgínia e Zé Felipe

Buscar
Publicidade

Marketing

Shein apresenta descontos na TV com Virgínia e Zé Felipe

Campanha de Novembro da varejista de moda com os influenciadores foi ao ar no último domingo, 29, durante o intervalo comercial do Domingão com Huck


30 de outubro de 2023 - 10h57

A Shein, varejista asiática de moda, exibiu sua primeira ação na TV brasileira em 2023 no último domingo, 29. A companhia aproveitou o intervalo comercial do dominical Domingão com Huck para anunciar suas promoções de novembro ao lado da influenciadora Virgínia e do cantor Zé Felipe.

shein

Campanha da Shein será veiculada na TV, redes sociais e OOH (Crédito: Divulgação/Shein)

Sob o conceito “Na Shein tem”, o filme de 30 segundos criado pela Trio Hub reforça a gama de produtos oferecidos na plataforma não só em moda, mas em demais produtos de marketplace, como eletrônicos, itens para pets, decoração, entre outros – nos quais deverão apostar em 2024. Também salienta a personalização da marca como “one stop shop” de tendências: são mais de mil produtos lançados na plataforma todos os dias.

Segundo Raquel Arruda, diretora de marketing da Shein, a campanha procurou explorar a potência do alcance da influenciadora digital, Virgínia, que conta com mais de 44 milhões de seguidores no Instagram e tem uma comunidade sólida também nas demais redes sociais. Ainda em outubro, a Shein lançou uma coleção exclusiva com Virgínia. Além disso, inclui a influência de Zé Felipe na música.

Aproveitando a conexão direta da dupla com a ideia de família, a campanha se relaciona com todas as classes que consomem da Shein. “Conseguimos sair de uma Geração Z e a chegamos até 35, 40 e 60+ trazendo uma moda realmente para todos que é, inclusive, é uma grande missão da Shein – falar que temos roupa para todos os corpos”, diz. Acessibilidade, facilidade e rapidez estão também entre os conceitos que a companhia busca reforçar.

Preparação para a Black Friday

Os cupons de desconto que deram a fama de preços baixos à Shein serão os grandes protagonistas da Black Friday da marca em 2023. A campanha para a data vai até 25 de novembro, um dia após a Black Friday, exibindo os descontos progressivos até a grande data.

A varejista asiática aposta na popularização do 11.11, data do e-commerce chinês comemorada desde 2009 em comemoração ao Dia dos Solteiros. “Aproveitamos esse gancho do varejo que vem se solidificando. A data de 11/11 também é muito importante para nós como um todo. Não quer dizer que só porque trabalhamos descontos ao longo do ano que a gente não olhe com muito carinho tanto para 11/11, quanto para a Black Friday”, declara Raquel.

Entre 11 e 19 de novembro, a empresa irá disponibilizar produtos com até 80% de desconto. Nos quatro dias seguintes, os consumidores terão acesso a itens com 85% de desconto. Itens com 90% a menos no preço serão disponibilizados na Black Friday e no sábado, 25. Ao todo, serão R$ 11 milhões de descontos para o 11.11 e mais R$ 11 milhões dedicados à Black Friday.

Ademais, a empresa oferecerá 48 horas de frete grátis, da virada do dia 22 de novembro para o dia 23, até 00h do dia seguinte.

O plano de comunicação da campanha na TV aberta acontece também em outros veículos de massa, como SBT e Record. Ainda, terá desdobramentos nas redes sociais, para mais de 10 milhões de seguidores, e mídia em out-of-home a nível nacional.

A Shein no Brasil

“Nós solidificamos e materializamos de uma forma visual toda narrativa que a Shein já vem criando ao longo desse um ano de operação”, explica Raquel Arruda, diretora de marketing da Shein no Brasil. A varejista inaugurou operações no País em maio de 2022 e agora quer salientar a produção local com mais de R$ 750 milhões de investimento em fábricas em todo o País. A companhia já conta com fábricas em 12 estados brasileiros.

Há ainda uma meta de que até 2026, 85% da produção seja brasileira, entre produtos fabricados pela Shein e também de marketplace. A pretensão é incluir fornecedores, parceiros locais e aumentar a escalabilidade de emprego no Brasil.

Publicidade

Compartilhe

Veja também