Faturamento na Black Friday cai em relação a 2021

Buscar

Faturamento na Black Friday cai em relação a 2021

Buscar
Publicidade

Marketing

Faturamento na Black Friday cai em relação a 2021

Monitoramento da Linx indica queda de 14% no e-commerce, além de vendas diluídas ao longo do mês


29 de novembro de 2022 - 10h13

A Black Friday, um dos principais eventos de varejo do mundo, foi ainda mais esperada neste ano. A coincidência da data com a Copa do Mundo vinha gerando boas expectativas de vendas para o mercado. Resultados de faturamento mostram que o cenário foi diferente de 2021.

Faturamento Black Friday

(Crédito: PopTika/Shutterstock)

Entre a sexta-feira, 25, e o domingo, 27, a Linx realizou o monitoramento de 2.800 grandes varejistas e marketplaces por meio da Linx Digital. O faturamento na Black Friday teve queda de 14% no comércio eletrônico quando comparado com o ano passado. Uma alta de 6,7% pôde ser vista uma semana antes, uma vez que varejistas anteciparam promoções. O ticket médio também cresceu, com uma alta de 51%.

O mesmo declínio de faturamento na Black Friday foi visto em pesquisa da NielsenIQ|Ebit, em parceria com a Bexs Pay. As companhias identificaram que o faturamento bruto da sexta-feira, 25, diminuiu em 23%.

Números melhores foram vistos no final de semana, segundo a Linx. Ainda que os pedidos tenham caído 17%, as vendas cresceram 27%, bem como o ticket médio (52%).

Os aplicativos de supermercados registraram 15% a mais de pedidos nos três dias deste ano. Os dados da Mercadoapp mostram ainda que o gasto foi 10% menor, mas que o faturamento se manteve em alta (6%). Alimentos de hortifruti, bebidas alcoólicas, itens de mercearia, laticínios e produtos de limpeza levam o destaque.

Já segundo a NielsenIQ|Ebit, a maior queda vista ficou a cargo dos Eletrônicos (- 26,7%), e alimentos e bebidas (- 22,1%). Games se manteve forte, com queda de apenas 0,7%.

Impacto da Copa do Mundo

Na última segunda-feira, 28, o Brasil jogou contra a Sérvia às 13h. O impacto no volume de vendas foi de 54% duas horas antes da partida. O resultado é maior que o da estreia na quinta-feira (46% a menos três horas antes). Apesar disso, as compras foram retomadas ao longo do jogo e, até o fim, havia 140% de aumento, contra 31% na última semana.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Masp vai hastear bandeira LGBT+ durante a Parada de São Paulo

    Masp vai hastear bandeira LGBT+ durante a Parada de São Paulo

    Iniciativa inédita foi idealizada pelo Castro Festival e viabilizada pela marca Amstel

  • Para líderes, investimento em ESG está conectado à reputação

    Para líderes, investimento em ESG está conectado à reputação

    Pesquisa indica motivações de CEOs e C-level para adoção de práticas de ESG; alta gestão aponta, ainda, imagem da marca e melhora na gestão da empresa