IA já faz parte do cotidiano de MPMEs, indica Microsoft

Buscar

IA já faz parte do cotidiano de MPMEs, indica Microsoft

Buscar
Publicidade

Marketing

IA já faz parte do cotidiano de MPMEs, indica Microsoft

Pesquisa da big tech revelou que 74% de micro, pequenas e médias empresas estão utilizando a IA para melhoria da experiência do cliente, ganho de eficiência, produtividade e outros


11 de março de 2024 - 15h03

A Microsoft apontou que a inteligência artificial não é restrita a grandes empresas, mas também está presente no dia a dia de micro, pequenas e médias empresas. De acordo com a quarta edição do estudo “IA em micro, pequenas e médias empresas: tendências, desafios e oportunidades”, 74% das MPMEs brasileiras já utilizam a tecnologia no cotidiano.

mpmes

IA já é uma realidade para MPMEs, seja em sua adoção ou direcionamento de investimentos (Crédito: jouni-adobestock)

O levantamento encomendado pela big tech para a Edelman Comunicação ouviu 300 brasileiros, sendo a maior parte gestores de empresas com até 250 colaboradores e de diversos setores da economia.

Em 2023, 74% passaram a usar inteligência artificial. No ano anterior, o contingente foi de 61%.

A maioria dos entrevistados (90%) afirmaram que buscam adotar a tecnologia atualmente, enquanto mais da metade (59%) já avançaram na adoção da tecnologia. No que diz respeito às companhias que já nasceram nativas digitais, a maior parte delas (84%) já utilizam a tecnologia. Além disso, para 78% delas, a IA é uma prioridade – contra 53% das que não são nativas digitais. Uma pequena parcela, de apenas 4% dos líderes, declararam que não usam e não pretendem adotar ferramentas do tipo.

Se em 2022 só 27% disseram estar investindo na tecnologia, neste ano o número saltou para 47%. A IA só não foi maior foco do que as tecnologias de armazenamento de nuvem, que foram prioridade para 56% das empresas. Para os que ainda não direcionam investimento em IA, há uma intenção de mudança para 19% da amostra brasileira.

Outros benefícios da IA

A IA é bem vista para a melhoria da experiência do cliente para 61%, bem como ganho de eficiência, produtividade e agilidade para 54%. Outros 46% pretendem, por meio da IA, garantir a continuidade do negócio, enquanto 43% já a utilizam para gerar conteúdo de textos ou imagens.

Para as MPMEs que já aplicam as ferramentas tecnológicas, destaca-se o ganho de eficiência e produtividade para 72% delas. Na sequência, aparecem melhoria no atendimento ao cliente (58%) e redução de custos 46%. Entre elas, ainda, 91% relataram melhoria na qualidade do trabalho, bem como satisfação do cliente (90%) e motivação e engajamento de funcionários (88%).

Há também a visão de melhoria de outras áreas, como TI (39%), comunicação e marketing (30%) e finanças e administração (27%). Os gestores apontaram melhorias em outros departamentos, como vendas (27%), recursos humanos (25%), operações e produção (20%) e jurídico (6%)

Dificuldades para as MPMEs

Apesar do êxito, existem dificuldades. Quase metade (46%) afirmaram que o custo e o acesso são um obstáculo. Há também questões envolvendo a contratação de talentos com habilidades em IA (36%), a capacitação de talentos atuais (36%), privacidade de dados (34%) e segurança cibernética (23%).

Em relação a talentos, 49% deverão investir na atração de colaboradores externos com habilidades em IA. Enquanto isso, 37% direcionam capital para investimentos do quadro funcional atual. Só 7% estão adotando as duas medidas simultaneamente.

Os treinamentos também são uma forma de evitar ameaças cibernéticas para 61% das companhias. O restante aposta na aquisição de tecnologias de segurança com IA embarcada e a contratação de especialistas externos para 54% e 33% dos gestores, respectivamente.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Menos da metade da geração Z consome bebidas alcoólicas

    Menos da metade da geração Z consome bebidas alcoólicas

    Estudo da MindMiners revelou que a tendência de mudança de comportamento está relacionada a fatores como falta de interesse e sabor das bebidas

  • Zamp avança para explorar a marca Starbucks no Brasil

    Zamp avança para explorar a marca Starbucks no Brasil

    Empresa, proprietária de Burger King e Popeyes, está próxima de firmar acordo para operar as 140 lojas da rede de cafeterias no Brasil