Oi propõe novo plano de recuperação judicial

Buscar

Oi propõe novo plano de recuperação judicial

Buscar
Publicidade

Marketing

Oi propõe novo plano de recuperação judicial

Proposta oferece, entre outras coisas, venda de ativos como a unidade ClientCo, que tem 4 milhões de clientes de fibra e da participação na V.tal, empresa de rede neutra


6 de fevereiro de 2024 - 15h15

A Oi protocolou nesta terça-feira, 6, na 7ª Vara Empresarial do Rio, a nova proposta do plano de recuperação judicial.

O plano, de fato, teve aprovação do conselho de administração, após ampla negociação com credores.

A nova versão deverá passar por votação em assembleia geral de credores, prevista para acontecer no início de março.

Posteriormente, vai para a homologação pelo juízo da recuperação judicial.

A Oi tem dívida de R$ 45 bilhões.

Em janeiro de 2022, foi efetivada a venda da rede de telefonia móvel da Oi para o consórcio formado pelas concorrentes Claro, TIM e Vivo. O negócio, fechado em leilão realizado em dezembro de 2020, foi avaliado em R$ 16,5 bilhões.

Oi e o novo plano de recuperação judicial

Dessa forma, com o novo plano, a Oi pretende alcançar a reestruturação das dívidas financeiras para se adequar à capacidade de pagamento.

Isso deve acontecer sem comprometer sua operação e a expansão de seus negócios no segmento de fibra óptica, principal produto da companhia.

Entre as propostas, está prevista a captação, via empréstimo prioritário, de até US$ 650 milhões.

Ainda, a companhia espera poder captar outros recursos, seja por aumento eventual de capital ou pela contratação de novas linhas de crédito para o refinanciamento das dívidas.

Para essas operações, a Oi teria como garantia a venda de ativos como a unidade produtiva isolada (UPI) ClientCo, empresa de fibra óptica que tem 4 milhões de clientes.

Também na proposta está a eventual venda da participação da V.tal, empresa de rede neutra.

O plano prevê, além disso, a reestruturação dos créditos de fornecedores take or pay (que são contratos com garantia de consumo mínimo), em consonância com as negociações em andamento com empresas de torres e satélites.

Rede de fibra

Por outro lado, no ano passado, a Oi chegou, até o final do terceiro trimestre, a 4 milhões de casas conectadas por fibra óptica, com crescimento anual de receita de 6% para esse serviço.

Portanto, a fibra é o principal produto da companhia, com cerca de 60% da receita da nova Oi (sem abranger o legado).

Assim, na estratégia de aumentar a participação da Oi Fibra no mercado, a Oi renovou o portfólio, criou alternativas com preços mais atraentes e lançou novos produtos.

A estratégia comercial da companhia considera a política de aquisições muito mais rígida para evitar aumento da taxa de inadimplência e garantir receita sustentável.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Marcas de moda e beleza lideram investimentos em creators

    Marcas de moda e beleza lideram investimentos em creators

    Levantamento da BrandLovrs indica que mais da metade das campanhas com criadores de conteúdo da plataforma são realizadas por marcas de moda e beleza

  • Petlove questiona práticas do mercado pet em vídeo

    Petlove questiona práticas do mercado pet em vídeo

    Movimento “Petlove não vende” quer acabar com qualquer tipo de comercialização nociva ao bem-estar dos animais