Viagens e ações: como os patrocinadores chamam público para o Catar

Buscar

Viagens e ações: como os patrocinadores chamam público para o Catar

Buscar
Publicidade

Marketing

Viagens e ações: como os patrocinadores chamam público para o Catar

A menos de 100 dias do início da competição, marcas como Visa, Claro, Brahma, Budweiser e outras investem em promoções e campanhas para aquecer o público para o evento


15 de agosto de 2022 - 12h32

Daqui a 97 dias, o apito inicial da Copa do Mundo será dado no Catar. A principal competição de futebol do planeta volta a acontecer em um cenário diferente: além de fazer sua estreia em um país árabe, também será a primeira vez que o evento acontecerá no fim do ano (a final está marcada para 18 de dezembro).

Com um forte poder de mobilizar a atenção e a paixão da audiência, a Copa acaba sendo também um importante gerador de negócios para marcas que aproveitam o evento para ampliar a conexão com o público.

Nos últimos dias, alguns dos patrocinadores da Copa e das transmissões do evento vem aproveitando para apresentar promoções e campanhas publicitárias com a proposta de aquecer a audiência para a competição do Catar.

Claro

Neste fim de semana, a Claro, operadora de telecomunicações oficial da Copa do Mundo Fifa na região da América do Sul – e também patrocinadora das transmissões da Globo – colocou no ar a campanha “Tá na Claro, Tá na Copa”, a primeira realizada para o evento.

Criada pela Talent Marcel, a campanha destaca a contagem regressiva para o torneio e mostra as pessoas conectadas ao evento por meio da tecnologia da Claro. O filme e as demais peças publicitárias destacam os embaixadores da marca – Paulo Vieira, Anitta e Tiago Leifert – além da jornalista Fernanda Gentil, que passa a integrar o time. A campanha também será veiculada nos pontos de ônibus de São Paulo e Rio de Janeiro.

Para completar as ações, a Claro também  terá uma promoção que sorteará viagens ao Catar, com direito a acompanhante, além de ingressos para jogos da fase de grupos, semifinais e finais. A promoção é válida aos clientes que se cadastrem no aplicativo da operadora e foi executada pela DM9. O vencedor da viagem para a semifinal e seu acompanhante assistirão à partida na companhia da jornalista Fernanda Gentil.

Além disso, a marca também irá sortear pacotes de “casa conectada”, compostos por assistente virtual, câmera, smartphones e outros gadgets. E para entrar no clima do Mundial da Fifa, a Claro transformou sua loja no Shopping Morumbi, em São Paulo, em uma espécie de estádio, com arquibancada e telão, para quem quiser acompanhar os jogos.

 

Visa

A Visa, patrocinadora oficial da Copa do Mundo do Catar, também levará pessoas para acompanhar o evento ao vivo e distribuirá prêmios por meio da ação “Vai de Visa, Vai Brasil”. Além da viagem, os consumidores cadastrados na plataforma Vai de Visa – e que realizarem 5 transações a partir de R$ 5, poderão também concorrer a 30 mil prêmios, como bolas Al Rihla Training, brindes de até R$100 e TVs.

A Visa também se uniu a diversas empresas para ampliar a promoção e levar as pessoas ao Catar para acompanhar a Copa. Entre essas ações, está a “Torcida Premiada”, com o PagSeguro, que sorteará dois pares de ingressos aos clientes PagBank Visa.

Budweiser

Cerveja oficial da Copa do Mundo, a Budweiser aproveitou a proximidade dos 100 dias do evento para lançar que distribuirá prêmios, além de viagens para a competição. A marca de bebidas escalou um time formado por Neymar Jr., Messi e Sterling, que irão divulgar as ações em suas redes sociais, convidando o público a estarem junto deles no Mundial da Fifa.

Com o nome de “The Drop”, a ação da marca espalhará caixas vermelhas em várias cidades do mundo, com o logo da Budweiser, ao lado de um totem com QR Code, que dá as instruções para que o público se cadastre na ação. A primeira foi instalada em frente ao estádio do Pacaembu, em São Paulo, onde Neymar Jr. marcou seu primeiro gol como jogador profissional. O atleta, inclusive, passa a ingressar o time de embaixadores da Budweiser.

 

Brahma

Patrocinadora da seleção brasileira, a Brahma também já começou a aquecer a torcida pelo hexa com uma campanha que convoca as pessoas a tirarem a camisa amarela do armário e exibirem a brasilidade e a torcida pela seleção. Na voz de Galvão Bueno, que fará sua última Copa do Mundo como contratado da Globo, a campanha busca despertar as emoções dos torcedores. A peça foi criada pela Africa.

McDonald’s

O McDonald`s já vem convidando o público a escalarem a seleção dos pequenos que irão celebrar a Copa do Mundo. A rede de fast food e a agência Galeria criaram a campanha Convocação McDonald`s, que pede aos pais para enviarem vídeos de seus filhos no clima da competição. A marca irá selecionar algumas crianças para protagonizarem sua campanha de Copa do Mundo.

Toshiba

Outra marca patrocinadora global da Copa do Mundo, a Toshiba escalou o ex-jogador Cafu, capitão do pentacampeonato da seleção brasileira, para ser o rosto das ações da competição. Cafu irá protagonizar a campanha “Magia Toshiba”, que mostra como as telas têm o poder de revolucionar o futebol. Criada pela Ampfy e produzida pela Corazon, a campanha deve entrar no ar nas próximas semanas.

Hyundai

(Crédito: Divulgacão)

Em sintonia com a campanha global “Goal of the Century”, que destaca a conexão da marca com o tema da sustentabilidade, a Hyundai criou a promoção “Na Hyundai dá jogo”, que presenteará clientes com viagens ao Catar e ingressos para acompanhar a estreia da seleção brasileira ao vivo, além de um HBO 0 km. Além disso, a campanha também oferece prêmios instantâneos como fones de ouvido e outros gadgets. Para concorrer, é preciso realizar um test-drive e uma das concessionárias participantes.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Masp vai hastear bandeira LGBT+ durante a Parada de São Paulo

    Masp vai hastear bandeira LGBT+ durante a Parada de São Paulo

    Iniciativa inédita foi idealizada pelo Castro Festival e viabilizada pela marca Amstel

  • Para líderes, investimento em ESG está conectado à reputação

    Para líderes, investimento em ESG está conectado à reputação

    Pesquisa indica motivações de CEOs e C-level para adoção de práticas de ESG; alta gestão aponta, ainda, imagem da marca e melhora na gestão da empresa