Stock Car trocará sedans por SUVs a partir de 2025

Buscar

Stock Car trocará sedans por SUVs a partir de 2025

Buscar
Publicidade

Marketing

Stock Car trocará sedans por SUVs a partir de 2025

Medida busca dar dinamismo ao campeonato ao adotar categoria que responde por 42% das vendas de automóveis no Brasil. Chevrolet Tracker e Corolla Cross são os primeiros modelos confirmados


14 de dezembro de 2023 - 14h01

corrida-stock-car-cred-reproducao-instagram

“Essa decisão acompanhou os anseios das marca patrocinadores”, diz CEO da Vicar (Crédito: Reprodução)

A partir de 2025 a Stock Car Pro Series abandonará os modelos sedans e passará a correr com veículos utilitários esportivos (SUVs). São quatro as montadoras que estarão na competição depois da mudança, porém, apenas duas foram anunciadas: GM e Toyota. As marcas são as atuais patrocinadoras da competição.

Enquanto a General Motors rodará com o modelo Chevrolet Tracker ao invés do Cruze, a Toyota trocará o Corolla Sedan pelo Corolla Cross. De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), os SUVs representam atualmente 42% das vendas, enquanto os sedãs respondem por 12,4%. Em 2010, poucos anos antes do Cruze entrar na competição e levar cinco títulos, os SUVs tinham apenas 7% de participação de mercado. A GM apoia a categoria desde 1979.

Segundo o CEO da Vicar, Fernando Julianelli, esse movimento acompanha uma tendência de mercado, em queda por parte dos sedans, e ascensão dos SUVs. “Essa decisão acompanhou os anseios das marca patrocinadores”, diz. Ainda assim, a competição precisava de uma renovação para tornar o campeonato mais dinâmico e democrático. “Se temos nove montadoras fazendo sedans, temos uma proporção muito maior de marcas de SUVs que podem usar da plataforma de entretenimento da Stock Car para construírem suas marcas”, ressalta.

Expandindo mercado

Outro indicador foi a pesquisa encomendada pela Vicar, promotora da Stock Car, junto à Bridge Research, para avaliar a opinião dos fãs sobre a mudança da plataforma. O grupo pesquisado foi dividido em dois perfis. O primeiro, eram pessoas que acompanham a Stock Car  assim como outras competições, e o fã “fanático”, que não perde nenhuma corrida da categoria. No fim, a mudança de sedans para SUVs na Stock Car foi visto de forma otimista por ambos os grupos: 77% e 54% de aprovação, respectivamente.

Em paralelo, a Prefeitura de Belo Horizonte confirmou a realização de uma etapa da Stock Car no entorno do Mineirão, estádio da cidade. O contrato, válido a partir de 2024, é válido por cinco anos. Para Julianelli, essa fase da competição tem o potencial de ser uma das corridas mais charmosas da competição, sobretudo, pela possibilidade que a competição tem em engajar outras áreas, como setores gastronômicos e musicais. No trajeto, os pilotos circularão todo o Mineirão, próximo à Pampulha, e seguir pela avenida Carlos Luz. Além disso, a Stock Car está negociando datas com o governo uruguaio pela levar a corrida para o país, assim como ocorre na Argentina, na circuito de Buenos Aires.

Quais as marcas envolvidas?

A partir de 2025, os carros da Stock Car passam por uma reformulação na arquitetura e mecânica dos veículos que serão contemplados no novo regulamento. Segundo Paulo Leandro Santos, gerente de marketing de produto da GM, o novo modelo da Stock Car será o carro de corrida mais avançado já concebido pela categoria. Entre essas mudanças está a adoção da asa móvel em fibra de carbono, mesmo conceito utilizado pela Fórmula 1. Do ponto de vista mecânico, o atual propulsor V8 será substituído pelo 2.1 turbo com potencial semelhante aos 500 cavalos atuais. Além de outros aprimoramentos e recursos digitais que permitirão ao fã acompanhar a corrida pela perspectiva do piloto, algo comum na F1.

A Toyota Gazoo Racing compete na Stock Car desde 2020 com o modelo Toyota Corolla. “Nossa ideia é seguir caminhando em conjunto com a categoria, incentivando o esporte a motor brasileiro e trazendo o DNA vencedor da Toyota Gazoo Racing, que é o time atual campeão do Mundial de Endurance (WEC), do Mundial de Rally (WRC) e do Rally Dakar”, diz Daniel Grespan, líder do projeto Toyota Gazoo Racing (TGR) no Brasil. Além do desenvolvimento de carros de competição, a TGR utiliza dos dados de performance para otimizar os veículos da marca. Além dos 12 carros, a TGR conta com um carro exclusivo TGR na equipe Full Time Sports e pilotos embaixadores da marca, como Thiago Camilo e Cesar Ramos.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Surf: Dream Tour define patrocinadores para 2024

    Surf: Dream Tour define patrocinadores para 2024

    Prio, Gerdau e Estácio promovem as seis etapas do principal campeonato de Surf do Brasil

  • Talk com Môni aborda o luxo mais liberto de suas próprias amarras

    Talk com Môni aborda o luxo mais liberto de suas próprias amarras

    Em sua quarta edição, evento que acontece no JK Iguatemi discute redes sociais e influência no segmento que por muito tempo resistiu a tudo isso