Mickey Mouse de 1928 se torna domínio público

Buscar

Mickey Mouse de 1928 se torna domínio público

Buscar
Publicidade

Mídia

Mickey Mouse de 1928 se torna domínio público

Versão do Mickey do curta Streamboat Willie poderá ser usada para novas histórias e produtos, desde que não haja associação com a Disney


2 de janeiro de 2024 - 13h14

O primeiro dia do ano marcou a entrada do personagem Mickey Mouse, de 1928, em domínio público. Assim, qualquer empresa pode fazer uso do personagem para criar novas histórias e produtos. No entanto, os novos produtos não devem indicar associações com a The Walt Disney Company, proprietária original do desenho e da marca registrada.

Além disso, algumas aplicações podem configurar uso indevido se entrar em conflito com a Disney, como uso dos personagens como mascote e venda de produtos que a Disney também comercializa. No entanto, é possível reproduzir os curtas dos personagens sem autorização prévia ou pagamento de direitos autorais e usar os personagens em contextos não explorados pela Walt Disney Company.

A versão de 1928 de Mickey Mouse se tornou domínio público após 95 anos de seu lançamento (Crédito: Reprodução)

A versão de 1928 de Mickey Mouse se tornou domínio público após 95 anos de seu lançamento (Crédito: Reprodução)

A versão do Mickey que entra para domínio público é a de 1928. Ela faz parte do curta Steamboat Willie,
exibido pela primeira vez no Colony Theatre, em Nova York, e marca, em 18 de novembro, a data da primeira aparição pública do rato, considerada também seu aniversário. O personagem não apresenta as mesmas características que tem atualmente, como as luvas brancas. Isso acontece porque, em 1940, com o lançamento do longa Fantasia, o personagem ganhou um novo desenho e novas características de personalidade. Esse último design é mais próximo do atual.

Aos 95 anos, Mickey segue não só como o personagem mais popular da Walt Disney Company, mas intensamente presente na programação de canais de TV, quadrinhos, livros, filmes, parques temáticos e licenciamentos, sendo um dos campeões. Em 2018, ao Meio & Mensagem, a Disney informou que o personagem vendia 65 milhões de produtos e, no Brasil, tinha cinco mil licenças. Estima-se que a marca Mickey movimente mais de U$S 5 bilhões por ano.

Junto com ele, versões de Minnie Mouse, o personagem Tigger (do universo de Ursinho Pooh), o livro Orlando, de Virginia Woolf, entre outras obras também se tornaram domínio público.

Por que Mickey Mouse demorou a se tornar domínio público?

A legislação dos Estados Unidos previa que obras autorais entrem em domínio público quando é completado 75 anos da criação. Assim, a versão do Mickey que entrou em domínio público este ano deveria ter liberação em 2004. Porém, diante da pressão da Disney e outras companhias cujas propriedades queriam ter protegidas, o Congresso dos Estados Unidos ampliou o prazo da proteção em 20 anos. A extenção ganhou o nome Sonny Bono Copyright Term Extension Act, porém ficou conhecida como Mickey Mouse Protection Act.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Como o público enxerga os anúncios em sites de notícias?

    Como o público enxerga os anúncios em sites de notícias?

    Pesquisa realizada pela Teads ao lado da CNN Brasil revela critérios para a escolha de site de notícias, bem como sentimentos em relação a anúncios em veículos

  • Operação brasileira da CNBC apresenta sede

    Operação brasileira da CNBC apresenta sede

    Redação, estúdios, áreas operacionais e gestão da emissora funcionarão em prédio no Itaim Bibi, em São Paulo