A revolução da IA no marketing

Buscar
Publicidade

Opinião

A revolução da IA no marketing

Capacidade preditiva é uma das aplicações mais poderosas dessa tecnologia, por permitir adaptação a novas tendências num mundo completamente efêmero


13 de fevereiro de 2024 - 6h00

Nos últimos anos, a inteligência artificial (IA) emergiu como uma tecnologia disruptiva remodelando significativamente diversos setores, e o marketing não é exceção. A capacidade de coletar, analisar e interpretar grandes volumes de dados, bem como a automatização de tarefas repetitivas, tem revolucionado a forma como as empresas planejam e executam suas estratégias de marketing.

Uma das maiores revoluções que a IA trouxe para a área é a capacidade de personalização em escala. Antigamente, as estratégias de marketing se baseavam em mensagens genéricas enviadas a um público amplo e esperava-se que funcionassem. Hoje, a IA permite que as empresas coletem e analisem dados em tempo real para criar mensagens altamente personalizadas. Isso não apenas aumenta o engajamento, mas também oferece uma experiência premium ao cliente.

Outra notável mudança trazida pela IA foi a automação de tarefas de marketing. Chatbots, por exemplo, estão disponíveis 24/7 para responder perguntas e fornecer assistência, economizando tempo e recursos. Campanhas de e-mail e publicidade podem ser automatizadas para atingir os públicos-alvo no momento certo, resultando em uma utilização mais eficiente dos recursos. Isso permite que os profissionais de marketing se concentrem em tarefas estratégicas.

Já o marketing preditivo, uma aplicação poderosa da IA, permite que as empresas prevejam resultados futuros com base em dados históricos. Isso não apenas ajuda a identificar leads de alta qualidade, mas avaliar o potencial de conversão. A partir desses dados, os recursos de marketing são investidos de forma mais assertiva, em campanhas que estão realmente trazendo resultados. Essa ferramenta “prevê” o futuro e possibilita que as empresas ajam rapidamente e se adaptem a novas tendências de mercado, já que vivemos em um mundo completamente efêmero.

E esse é apenas o começo. A IA generativa possibilitará experiências ainda mais intuitivas e interações extremamente personalizadas. Poderemos criar imagens, sons e textos inéditos a partir de comandos. Com o privilégio de acompanhar essa transformação de dentro de uma líder do setor de tecnologia, posso dizer que a IA assumirá um papel importante na forma como fazemos o marketing. Estamos vivendo um momento em que a IA generativa no dispositivo (a chamada IA on-device) já é uma realidade, o que trará benefícios de segurança, personalização e redução de custos.

No dia a dia, a IA generativa desempenhará papel fundamental no processo criativo de agências de publicidade. Um excelente exemplo foi a apresentação do Stable Diffusion, um grande modelo de IA geradora de texto para imagem, executado em um smartphone Android. A partir do comando “Gato Guerreiro, fofinho e com armadura”, gerou uma representação fotorrealista, em 4K, com ultra detalhes e renderização vray. No entanto, é importante ressaltar que a tecnologia nunca substituirá a criatividade humana, mas a auxiliará para que o trabalho seja realizado com maior rapidez e assertividade.

Outros exemplos do uso de IA generativa estão na criação de textos (como ocorre com o ChatGPT e Bard), que auxiliará nas áreas de comunicação, escrita criativa e assistente de escrita. Aplicações como o Codex mostram que até mesmo códigos poderão ser criados a partir de comandos simples.

Teremos a IA ao alcance de nossas mãos, para desempenhar funções inovadoras. Mas assim como tantas outras inovações, o que realmente determinará o sucesso de nossas estratégias de marketing não é apenas as ferramentas que utilizamos, mas sim o que nós – profissionais e sociedade – pensamos, planejamos e sentimos, ou seja, o profissional da Era da IA compreender, acima de tudo, como essas tecnologias impactarão as pessoas.

Publicidade

Compartilhe

Veja também