O fear of missing out do seu negócio

Buscar
Publicidade

Opinião

O fear of missing out do seu negócio

Tendências que estão transformando a gestão de marcas e negócios e você não pode perder de vista


27 de março de 2023 - 13h00

Crédito: Shutterstock

Não há dúvidas que estamos vivendo uma nova era de renascimento, um período no tempo único, onde a nossa compreensão do mundo evolui de maneira substancial. Mas, a verdade é que a mudança é uma constante universal e da mesma maneira que molda nossas vidas, é também o modus operandi no qual devemos construir e gerenciar marcas e negócios.

Nós já sabemos de antemão que a humanidade avançará mais nos próximos cinquenta anos do que em toda a nossa história até aqui– uma mudança impulsionada em grande parte pela tecnologia.

A começar pelo infinito universo da Inteligência Artificial, AI na abreviação anglicista, que foi descrita por Sundar Pichai, Google CEO, como sendo “mais significativa do que o fogo ou a eletricidade”. De fato, o AI já é realidade na produção de incontáveis conteúdos sintéticos, como obras de arte, músicas, livros, vídeos, peças jurídicas, avatares cada vez mais realistas e o que mais a sua imaginação puder alcançar, o que ao mesmo levanta inúmeras questões éticas sobre qual deverá ser seu limite, se é que deve existir.

Mas, em um mundo onde a mudança cada vez mais veloz é a norma e a imprevisibilidade é o novo normal, qual é a nova receita de sucesso para marcas e negócios?

Ao analisarmos um grupo específico de marcas presentes no Best Global Brands de 2022, fica claro que algumas delas já não trabalham mais apenas com o olho no dia de amanhã, mas sim na próxima Década de Possibilidades. Essa superliga, que compõe o Top10, vem superando todos os seus competidores ano após ano e já tem um valor combinado superior ao das outras 90 marcas somadas.

O que esse grupo de marcas nos ensina é que é fundamental entender como, onde e quando acionar a sua marca como um ativo estratégico que vai de encontro as necessidades emergentes dos sues clientes, neste cenário de mudanças perpétuas e constantes.

Hoje, as empresas mais bem-sucedidas do mundo começam não com o produto, mas sim com a marca como seu ativo e motor crítico de crescimento. É um veículo, por meio do qual a empresa pode atender a uma série de diferentes necessidades dos clientes com um portfólio cada vez mais estendido de produtos e serviços diferenciados. Essas empresas aproveitam a força e utilidade de sua marca para impulsionar o crescimento exponencial indo além do seu segmento original.

Vale lembrar que em meio a todo esse crescimento e evolução tecnológica, também estamos todos a beira de um colapso ambiental de escala planetária, com guerras sendo travadas entre as chamadas “superpotências atômicas”, crises de energia, de abastecimento, de confiança, inflação globalizada, recessão econômica, enfim, uma enormidade de fatores que colocam um desafio ainda maior para qualquer gestor.

Então, como os líderes de hoje e de amanhã podem desenvolver marcas como um ativo estratégico, para impulsionar o sucesso comercial?

As empresas têm agora mais um papel fundamental a se desempenhar, que é liderar o desenvolvimento de uma sociedade mais equitativa e sustentável, ao serviço de uma série de partes interessadas, incluindo acionistas, trabalhadores, comunidades e consumidores.
Esses sinais, que costumamos chamar de atos de liderança, ajudam os consumidores a entender onde e quando compartilham valores comuns com uma marca, gerando uma conexão emocional de maior relevância. Essa noção vai muito além do que é o propósito da marca, é uma ordem superior de liderança de marca, sustentada por interações impecáveis e ações realmente destemidas.

Marcas como Atos de Liderança criam uma narrativa de marca poderosa.

A confiança nas instituições tradicionais como governos, imprensa e ONGs vem diminuindo radicalmente nos últimos anos, segundo o estudo Trust Barometer da Edelman, 2022. Isso abre não somente uma oportunidade, mas ao mesmo tempo uma enorme responsabilidade para empresas de todos as áreas construírem uma verdadeira liderança dentro e além da crise.

Narrativas de marcas fortes são como grandes faróis de mudança. E a sociedade espera cada vez mais que discurso e prática possam ir além do marketing de uma oferta em si.

As empresas que se posicionam nos assuntos que transformam nossas vidas nunca foram tão centrais e necessárias para a sociedade. Para as organizações, isto significa que a sua marca e suas construções em torno das quais a confiança é formada com a sociedade, também nunca foram tão centrais para a própria empresa. Um ciclo, que bem direcionado e gerido, constrói valor de forma exponencial para todos os envolvidos.

De fato, as narrativas das marcas mais poderosas tomam partido nos assuntos mais críticos do nosso tempo, o que é uma mudança radical, pois até então elas eram aconselhadas a se manterem distantes de assuntos controversos.

Fazer o certo e do jeito certo!

As marcas que já prosperam nesta década de possibilidade equilibrarão a experiência excepcional e a integridade incomparável, consequentemente impulsionando o crescimento sustentável da receita e o lucro. Eles terão um foco maior em fazer as coisas certas e do jeito certo – ética e integridade lado a lado.

A “Superlicença” para operar.

Hoje, a ética organizacional tornou-se o núcleo da reputação e a base da “superlicença” de uma corporação para operar no mercado. Em ambientes de rápida evolução, como a tecnologia, nos quais inovações estão ativas antes que salvaguardas como leis e políticas possam ser postas em prática, a integridade de uma corporação e a confiança resultante que sua marca gera, estão emergindo cada vez mais como uma vantagem competitiva.

Por isso, é extremamente necessário que lideranças tenham um meio confiável e robusto para navegar pelas decisões que estão tomando e garantir que os seus resultados tenham integridade, gerando confiança na marca e aumentando o valor monetário para todas as partes interessadas ao mesmo tempo.

Como já dito, estamos em uma era de extrema e rápida transformação, onde abordagens tradicionais já não funcionam. Qualquer que seja o seu negócio, ele está sendo transformado nesse exato momento. É necessário um olhar atento para as evoluções que estão acontecem do lado de fora, para que sua marca, seu negócio, sua empresa e até você continue sendo cada vez mais relevantes na vida de seus consumidores.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • A estratégia por trás dos naming rights no Brasil

    O mercado brasileiro de naming rights ainda está em estágio inicial, mas com grande potencial de crescimento

  • Branding e influência: valores e conexão

    Os consumidores, informados como nunca, colocam grande importância na autenticidade e na integridade das marcas que escolhem apoiar ou consumir