Conar suspende comercial da Nextel com Ruivo, ex-Vivo

Buscar

Comunicação

Publicidade

Conar suspende comercial da Nextel com Ruivo, ex-Vivo

Em decisão liminar, Conselho determinou que o filme, estrelado pelo ator João Cortês, seja imediatamente retirado do ar

Bárbara Sacchitiello
14 de março de 2018 - 18h35

Ator João Cortês foi apresentado como o novo garoto-propaganda da operadora (Crédito: Reprodução)

Atualizada em 15/03, às 10h51

Poucos dias depois de ter estreado sua nova campanha publicitária, a Nextel já terá de rever sua estratégia de comunicação. O comercial da operadora, estrelado pelo ator João Cortês (que ficou conhecido por ter protagonizado as campanhas da Vivo) foi suspenso pelo Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar).

O comercial, que vinha sendo exibido na TV aberta e também nas redes sociais, já não está mais disponível no canal da Nextel no YouTube e nem no perfil da operadora nas demais redes sociais. Segundo o estatuto do Conar, uma campanha só é suspensa antes do julgamento do Conselho de Ética quando algum membro da entidade avalia que a veiculação daquele comercial pode trazer prejuízos e danos ao público ou às marcas envolvidas (seja a do próprio anunciante ou de concorrentes). Nesse caso, uma liminar é encaminhada ao anunciante e à agência, pedindo a suspensão imediata da veiculação.

O comercial da Nextel fazia diversas provocações às demais operadoras, além de reforçar que o Ruivo, agora, havia decidido mudar para a Nextel. Em algumas cenas, o ator debochava de um dançarino (em alusão à uma cena dos mais recentes comerciais da TIM) e desdenhava de uma ofertae de uma funcionária da Claro.

Na noite dessa quarta-feira, 14, a Nextel manifestou-se a respeito do assunto. O comunicado da marca defende o uso da expressão “a melhor operadora de celular do Brasil” na campanha – expressão que teria sido alvo da ação do Conar. Leia, na íntegra, o comunicado da operadora:

“A Nextel tem como princípio a veiculação de campanhas publicitárias claras e transparentes, que respeitam o consumidor, a concorrência e a regulamentação do setor. A operadora esclarece que o uso da expressão “melhor operadora de celular do Brasil” em sua atual campanha tem como base a pesquisa Melhores Serviços, realizada pelo Jornal O Estado de S. Paulo em parceria com o Blend New Research – HSR que pelo terceiro ano consecutivo apontou a Nextel como líder do ranking de telefonia móvel do país.

A Nextel ressalta que tal informação estava devidamente identificada nas peças publicitárias na forma de cartela (“Melhor operadora de celular do Brasil. Fonte: Prêmio Estadão”) e texto jurídico e informa que está à disposição para prestar os esclarecimentos necessários ao órgão regulador.”

Publicidade

Compartilhe