Em plano para o triênio, WPP põe Kantar à venda

Buscar

Comunicação

Publicidade

Em plano para o triênio, WPP põe Kantar à venda

Com foco em criatividade e estrutura mais enxuta, holding espera investir US$ 379 milhões em reestruturação até 2021


11 de dezembro de 2018 - 10h50

Em comunicado, CEO Mark Read descreveu os planos da empresa como ‘evolução radical’ (Crédito: Arthur Nobre)

O WPP apresentou na manhã desta terça-feira, 11, seus planos de reestruturação para os próximos três anos, que incluem a simplificação de sua estrutura e a venda da Kantar. Em comunicado oficial à imprensa, a holding antecipou os principais pontos que serão apresentados no encontro com investidores e analistas em Londres nesta terça.

Segundo o documento, a companhia pretende investir em criatividade, tecnologia e talento para alcançar, até 2021, crescimento orgânico de 15%. A estratégia inclui investimento na ordem de £ 300 milhões (o equivalente a US$ 379 milhões) em reestruturações até 2021, o que deverá resultar na economia de 275 milhões até o final de 2021, sendo que cerca de metade deste montante será reinvestido no negócio. A empresa também reportou uma redução de 2,5 mil posições, o equivalente a 1,9% de sua força de trabalho global, que tem cerca de 134 mil pessoas.

Um dos pontos centrais deverá ser a venda da Kantar. A possibilidade ventilada desde meados deste ano, poucos meses após a saída de Martin Sorrell, quando analistas de mercado calcularam que o negócio poderia render até £ 3,5 bilhões (US$ 4,8 bilhões). A holding permaneceria minoritária na operação e já analisa propostas, esperando anunciar a venda da Kantar até o segundo semestre de 2019. O grupo de pesquisas pertence à WPP desde 2010, fruto da união entre  TNS Media e KMR Group.

No comunicado, a holding afirmou que pretende direcionar investimento em liderança criativa, principalmente nos Estados Unidos, injetando pelo menos £ 15 milhões anualmente para essa finalidade.

“Descrevemos nossa abordagem como ‘evolução radical’; radical porque estamos tomando ações decisivas e implementando grandes mudanças; evolução porque alcançaremos isso respeitando o que faz do WPP a companhia que é hoje”, disse o CEO Mark Read, no comunicado. A reformulação da identidade e do posicionamento da marca WPP está entre as maiores transformações hoje, o que incluiu fusões entre algumas de suas principais agências. A reorganização é resultado de uma colaboração junto aos clientes e funcionários da companhia e que está sendo conduzido pelas agências Superunion e Landor. Assista aos vídeos que apresentam o “novo WPP”:

Atualizado às 19h18

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • wpp

  • Martin Sorrell

  • kantar

  • VML

  • Mark Read

  • Wundermann