DAN abre capacitação para aposentados e refugiados

Buscar

Comunicação

Publicidade

DAN abre capacitação para aposentados e refugiados

Focado em grupos com dificuldade de inserção no mercado de trabalho, curso conta com 30 cadeiras e será porta de entrada para vagas dentro do grupo

Salvador Strano
20 de maio de 2019 - 12h01

Grupo Dan pretende preencher vagas de trabalho com estudantes do curso Ito (Crédito: iStock/Morsa Images)

O Grupo DAN no Brasil vai abriu vagas de capacitação técnica em marketing digital com foco em aposentados e refugiados. O programa Ito (Inclusão, Treinamento e Oportunidade) renderá, também, oportunidades de trabalho no departamento de dados, analytics e BI do grupo.

Segundo comunicado da empresa, não é necessário ter experiência profissional nas áreas que são foco do programa, mas é desejável que os pretendentes tenham afinidade com temas ligados à tecnologia. Ao todo, são 30 vagas para participar da primeira edição do programa.

O curso terá duração de quatro semanas, quando serão ministrados temas relevantes à área de mídia. O processo de escolha será baseado em testes de português, lógica e conhecimentos gerais. Os mais bem avaliados nas provas serão convidados à uma dinâmica de grupo, onde a equipe da agência selecionará os ingressantes.

“Obviamente, o objetivo mais imediato do programa é capacitar, qualificar e desenvolver talentos em grandes áreas da Tecnologia, notadamente áreas pertinentes à nossa indústria”, afirma Abel Reis, CEO da Dan Brasil e Isobar América Latina. Para divulgar a iniciativa ao público alvo, a empresa está trabalhando com redes sociais, além de realizar parcerias com ONGs e instituições que se dedicam ao tema de refugiados, aposentados e pessoas que atualmente estão fora do mercado de trabalho.

No futuro, Abel explica que o grupo trará iniciativas globais similares para o mercado brasileiro. Um exemplo delas é o Female Foundry – fundo que fornece mentoria e fomento a empreendimentos de mulheres que atuam no digital, e visa, até 2020, atender a 100 mulheres na região da Ásia-Pacífico.

“O próximo projeto que faremos no Brasil é justamente a localização de uma iniciativa global, o The Code, na qual nossos funcionários serão professores voluntários para aulas de marketing digital a alunos do ensino médio de escolas públicas da periferia de São Paulo, e também recebem esses alunos em laboratórios hackathons de inovação na nossa sede”, finaliza Abel.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • diversidade

  • Refugiados

  • Dentsu

  • Abel Reis

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”