Bradesco retoma animação de vagalume

Buscar

Comunicação

Publicidade

Bradesco retoma animação de vagalume

Com o mote "Em 2020, Brilhe do Seu Jeito", comercial reúne novos e antigos personagens que remetem à história do banco

Isabella Lessa
10 de dezembro de 2019 - 9h07

“Brilhe do Seu Jeito” foi transmitida simultaneamente nas principais mídias do País (Crédito: divulgação)

A campanha de final de ano do Bradesco traz uma continuação à fábula do vagalume, apresentada pelo banco no ano passado. Desta vez, a animação criada pela Publicis e produzida pela Zombie Studios apresenta o mote “Em 2020, Brilhe do Seu Jeito” e, assim, dá continuidade ao discurso de inclusão e diversidade já promovida pela marca na comunicação anterior.

O curta-metragem estrou nessa segunda-feira, 9, às 20h31, de forma simultânea nos canais da Globosat, RedeTV, SBT, Record, Band, além de Globo.com e YouTube. Se na primeira história Lúcio encontra uma forma de alegrar as festas de 2018 se juntando a outros vagalumes para iluminar a escuridão provocada por um blackout, desta vez a animação conta a história de Luna, uma vagalume que não acende. Triste por ser diferente, ela recebe o apoio de Vitinho, um menino com síndrome de Down que a ajuda a salvar um grupo de vaga-lumes que haviam sido capturados.

O comercial é embalado pela música Hero, de Mariah Carey, interpretada pela cantora brasileira Ráae e com arranjo da Satélite Audio. Segundo Márcio Parizotto, diretor de marketing do Bradesco, a receptividade do filme pelo público foi muito positiva e a mensagem de acolhimento conseguiu ser transmitida com qualidade técnica. Além disso, o curta pedia uma continuação mais ousada: “Em 2018, nossa animação tinha 2 minutos e 30 segundos. Agora tem 3 minutos e será exibida nas principais emissoras de TV, no YouTube e na Globo.com simultaneamente. Um grande lançamento para um grande filme, que traz uma mensagem importantíssima”, afirma.

A campanha se junta a outras iniciativas do anunciante, como o Bradesco Women, encontro de líderes femininas para discutir o papel da mulher na sociedade, e o projeto Bravoz, lançado no Dia da Consciência Negra. Ambos pretendem reforçar o movimento #AliadosPeloRespeito, que nasceu na companhia para gerar reflexão sobre raça, gênero, sexualidade e deficiência.

Para dar vida ao personagem Vitinho, a Publicis fez diversas consultas prévias com médicos especialistas do Centro de Estudos e Pesquisas Clínicas de São Paulo (CEPEC-SP) e de pais de crianças com síndrome de Down. “Com a ajuda deles, e a pesquisa detalhada de reações, movimentos e expressões feita pela produtora, nosso time conseguiu contar essa história reproduzindo características físicas e emocionais de crianças com Down e dar vida ao Vitinho”, conta Domenico Massareto, CCO da Publicis.

A agência buscou trazer à tona características físicas, emocionais, além de reações e movimentos, para dar autenticidade ao menino. O filme também traz os personagens do primeiro filme, além de incluir os mascotes que ajudaram a construir a história da marca ao longo dos anos: o robô Link 237, o ratinho Chip, a abelha da Poupança Fácil Bradesco e o Max, coelho da Bradesco Capitalização. A campanha veiculará peças de OOH, com destaque para ambientação e tematização da estação da Sé e sequenciais na Avenida Paulista, peças digitais e impressas.

 

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Domênico Massareto

  • Marcio Parizotto

  • redetv

  • youtube

  • Band

  • Record

  • Bradesco

  • Publicis

  • SBT

  • Globosat

  • Globo.com

  • satelite audio

  • zombie studios

  • Campanha

  • Natal

  • Vagalume

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”