Disputa de “entrega mais rápida” chega ao Conar

Buscar

Comunicação

Publicidade

Disputa de “entrega mais rápida” chega ao Conar

Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária pede atualizações de slogans de Americanas, Magalu e Mercado Livre

Thaís Monteiro
7 de julho de 2021 - 20h03

Em 30 de junho, o Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) solicitou por unanimidade a alteração dos slogans “A entrega mais rápida do Brasil”, do Magazine Luiza, “A maior Black Friday com a entrega mais rápida do Brasil”, da Americanas.com e “O envio mais rápido do Brasil”, do Mercado Livre. A decisão em primeira instância deve ser cumprida de imediato pelas empresas, mas é passível de recursos.

 

(Crédito: Reprodução/Magalu/Mercado Livre/Americanas)

Segundo o conselho, o código de ética requer que tais afirmações tenham embasamento através de pesquisas validadas por institutos considerados idôneos pelo órgão e estejam disponibilizadas ao público por fácil acesso. As pesquisas foram entregues pelas empresas, mas o Conar considerou que os slogans ainda devam ser alterados, com as frases melhor explicadas.

Em posicionamentos enviados ao Meio & Mensagem, o Magalu dividiu que suas pesquisas independentes e periódicas consideram prazos de entrega de oito empresas do setor, em 45 praças — capitais e cidades do interior — e de mais de 3,5 mil produtos de 48 categorias diferentes. E afirmou que, em respeito ao Conar, a empresa manterá detalhes das discussões restritas ao procedimento em trâmite junto ao referido órgão. “O Magalu já trabalha com uma pesquisa robusta, que confirma nossa eficiência e agilidade nas entregas. Assim sendo, será necessário apenas atualizar as informações de metodologia ao nosso claim”, afirma.

“O Magalu informa que a decisão do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária, o Conar, é clara ao permitir que a empresa continue a utilizar a expressão ‘Entrega Mais Rápida do Brasil’, devendo apenas incluir determinadas informações sobre a metodologia empregada na pesquisa que comprova esse fato. O Magalu já trabalha com uma pesquisa robusta, que confirma nossa eficiência e agilidade nas entregas. Assim sendo, será necessário apenas atualizar as informações de metodologia ao nosso claim.

O Magalu reforça que investe permanentemente em melhorias em seu sistema logístico, que atualmente conta com mais de 8.000 motoristas em operação, 103 unidades logísticas, 23 centros de distribuição e 80 estações de cross docking e de hubs de last mile. Além disso, a companhia intensificou no mês passado suas operações de entregas em até uma hora em 11 cidades brasileiras. Outros dez municípios já estão sendo testados nessa modalidade”, diz o posicionamento.

O Mercado Livre informou que conduz estudos independentes realizados pelo instituto OnYou, que considera compras feitas nos principais marketplaces em cidades de diferentes regiões do País. “Conforme consta neste processo, o estudo comprova que, dentre os prazos de entrega de todos os marketplaces pesquisados, o Mercado Livre tem a entrega mais rápida do Brasil”, disse. O varejista informou, ainda, que vai recorrer ao parecer favorável do Conar ao Magazine Luiza utilizar o slogan “Entrega mais rápida do Brasil”.

“O Mercado Livre informa que, em 30 de junho, recebeu decisão favorável, e contra o Magazine Luiza, em processo movido pelo concorrente junto ao Conar. A decisão permite ao Mercado Livre continuar a adotar o claim ‘entrega mais rápida do Brasil’, desde que inclua um disclaimer que delimite com clareza e veracidade os parâmetros utilizados para afirmar tal liderança. Isso significa mencionar os critérios do estudo independente realizado pelo instituto OnYou, a pedido do Mercado Livre. Esse estudo considera compras reais, feitas nos principais marketplaces e em diversas capitais e cidades do interior de todas as regiões do país. Conforme consta neste processo, o estudo comprova que, dentre os prazos de entrega de todos os marketplaces pesquisados, o Mercado Livre tem a entrega mais rápida do Brasil. Em relação ao outro processo, que permitiu ao Magazine Luiza adotar o claim ‘entrega mais rápida do Brasil’, a companhia informa que vai recorrer da decisão”, diz no posicionamento.

Como o slogan da Americanas se referiu à data comercial Black Friday de 2020, a varejista afirma que o órgão reconheceu que, durante o período, a Americanas oferecia a modalidade mais rápida de entrega em produtos e locais elegíveis. A empresa informou, ainda, que segue aprimorando a integração entre plataformas física, digital e logística e conta com diferentes modalidades de entrega rápida e tendo como prioridade desenvolver um sistema de entrega em poucos minutos este ano.

“Americanas S.A. informa que o debate no Conar envolve a campanha veiculada na Black Friday de 2020. Durante o procedimento, o órgão reconheceu que a Americanas oferecia a modalidade mais rápida de entrega em produtos e locais elegíveis. A Americanas segue aprimorando a integração entre plataformas física, digital e logística e conta com diferentes modalidades de entrega rápida, como a entrega em até 3h em diversas cidades, incluindo todas as capitais do Brasil. Atualmente, muitos pedidos já são entregues em menos de 1h. A prioridade para 2021 é o desenvolvimento do modelo Ultra Fast Delivery (entrega em poucos minutos) com a expertise e tecnologia da Shipp, startup de delivery on demand adquirida em abril deste ano, e a nossa plataforma proprietária de crowdshipping, a Ame Flash. A plataforma já conta com uma base de 25 mil entregadores de moto, bicicleta e outros modais, e superou a marca de 700 cidades atendidas”, diz o posicionamento.

**Crédito da imagem no topo: Nick Collins/Pexels

Publicidade

Compartilhe