Resultados da Hering encolhem

Buscar

Marketing

Publicidade

Resultados da Hering encolhem

Vendas das lojas abertas há um ano caíram 0,2%, mas analistas financeiros ainda demonstram confiança no modelo de franquias da marca, que tem potencial para abertura de 796 lojas


11 de janeiro de 2013 - 8h30

A Hering registrou uma queda de 0,2% nas vendas das lojas abertas há um ano, as chamadas “mesmas lojas”. O resultado do quarto trimestre de 2012 decepcionou o mercado de capitais, que esperava um avanço da ordem de 5%. As ações da empresa chegaram a ser negociadas em baixa de 11,12%, para R$ 38,70, nesta quinta-feira, 11. Mesmo distante do potencial da companhia, o indicador não abalou a confiança dos analistas no modelo de negócios de franquias da marca. O Itaú BBA, por exemplo, mantém a média de recomendação em torno de R$ 52,2 por ação, e o Credit Suisse, de R$ 43,40, preço-alvo estimado para os próximos 12 meses.

“A cadeia de suprimentos não conseguiu atender como esperávamos e o abastecimento aconteceu muito próximo do Natal", admitiu Fabio Hering, presidente-executivo da Cia Hering, durante a teleconferência, realizada na noite de quarta-feira 9, para a apresentação de uma prévia dos resultados, que serão oficialmente divulgados no dia 21 de fevereiro. Segundo o relatório, a receita bruta cresceu 10,7% no último trimestre de 2012 e as vendas totais aumentaram 14,8%.

O objetivo foi mostrar ainda um estudo de potencial de expansão da rede no Brasil, que aumentou de 604 para 796 lojas, abertas especialmente em cidades de médio porte, com menos de 500 mil habitantes, na região Sudeste. A expectativa é abrir 77 unidades no formato Hering Store e outras 30 lojas Hering Kids em 2013. A Hering terminou o ano de 2012 com 515 lojas Hering Store, 78 lojas PUC, 27 lojas Hering Kids e 1 loja da marca Dzarm.

wraps

Publicidade

Compartilhe