Grupo Boticário mantém expectativa de crescimento

Buscar

Marketing

Publicidade

Grupo Boticário mantém expectativa de crescimento

A despeito do cenário adverso, grupo pretende crescer um dígito este ano

Roseani Rocha
30 de novembro de 2016 - 19h43

 

Artur-Grynbaum4_Credito-Guilherme-Pupo_300.jpg

Grynbaum: para o setor, Brasil sempre foi um mercado muito competitivo (Crédito: Guilherme Pupo)

Um ano de questões éticas importantes, com muitas lições a serem aprendidas, sendo a principal delas tirar o foco do indivíduo e pensar no coletivo para termos um país melhor. Foi este o resumo de 2016 feito por Artur Grynbaum, CEO do Grupo Boticário em evento nesta quarta-feira, 30, em São Paulo.

Segundo o executivo, a despeito das dificuldades econômicas conhecidas por todos, a empresa ainda tem expectativa de crescer um dígito e pretende manter investimentos no País. Nos últimos quatro anos, esses investimentos chegaram a R$ 1 bilhão, incluindo novo centro de distribuição e a fábrica em Camaçari (BA). Para 2017, a expectativa é manter os investimentos no mesmo patamar deste ano: R$ 250 milhões.

Já o número de novas lojas abertas chegará a 70, quando a expectativa no atual cenário era ficar entre 35 e 50 novas unidades. Com isso, a rede passa a ter mais de 4.000 lojas de suas quatro marcas – O Boticário (a maior, com 3.700 lojas), The Beauty Box, Quem disse, Berenice? e Eudora, que atua na venda direta e e-commerce, mas possui lojas para as representantes da marca. “Cada um tem o seu jeito de fazer negócio, nós fazemos do nosso e, em todo caso, nesse setor, o Brasil sempre foi um mercado bastante competitivo”, afirmou o executivo sobre o contexto de concorrência, em que outras marcas têm crescido e a Natura começou seu processo de abertura de lojas.

Bandeiras do grupo

Marca que mais cresceu este ano no portfolio, embora os dados detalhados não sejam divulgados, Eudora fechará o ano com 45 novas lojas e tendo realizado mais de 100 lançamentos de produto no período. Segundo Daniel Knopfholz , que comanda a operação, em 2016 o termo crise não fez parte do vocabulário da marca, que utilizou celebridades como Paolla Oliveira, Claudia Leite e Bruno Gagliasso para estimular o protagonismo das pessoas em campanhas sob a assinatura “Você acontece”.

Quem disse, Berenice? encerra 2016 com mais de 200 lojas, inclusive três em Portugal, anunciadas semana passada. A marca, centrada em maquiagem, mobiliza muita gente nas redes sociais, com mensagens libertárias, de quebra de padrões e promovendo experimentação. No Facebook, são 4,8 milhões de fãs.

Marca mais nova do grupo, The Beauty Box vende produtos de beleza de outras marcas, mas também tem uma marca própria em expansão (o modelo é de uma Sephora). Em 2016, foram 52 lojas, em oito estados. A venda em outros canais também é parte da estratégia: há seis quiosques em lojas da C&A, por exemplo.

Já o carro-chefe do grupo – O Boticário – fez mais de 300 lançamentos de produtos este ano. Os quase 12 milhões de fãs no Facebook e a rede de franqueados indicam a força da marca, que segue utilizando em sua comunicação o conceito “Acredite na beleza”.

Publicidade

Compartilhe