Em 2º edital, Prefeitura fecha patrocínio do carnaval de rua de SP

Buscar

Marketing

Publicidade

Em 2º edital, Prefeitura fecha patrocínio do carnaval de rua de SP

Com proposta de R$ 16,1 milhões, Arosuco, da Ambev, irá operacionalizar os desfiles dos blocos da cidade

Bárbara Sacchitiello
6 de fevereiro de 2019 - 14h15

(Crédito: Reprodução)

Atualizada em 7/02, às 12h26

O carnaval de rua da cidade de São Paulo já tem sua empresa patrocinadora em 2019. Em uma segunda tentativa de captação – o primeiro edital não atraiu interessados – a Secretaria Municipal das Subprefeituras oficializou nesta quarta-feira, 6, a empresa Arosuco Aromas e Sucos como a vencedora do processo.

A empresa, que é subsidiária da Ambev, fez uma oferta de R$ 16,1 milhões para a operacionalização da folia paulistana. O valor mínimo pedido pela prefeitura neste segundo edital era de R$ 15 milhões em investimentos. No primeiro edital aberto pela Secretaria, o valor mínimo de investimento solicitado era de R$ 19,5 milhões.

A definição pela subsidiária da Ambev foi feito pelo sistema de pregão e teve na disputa a empresa Mercado Jovem. Durante a apresentação dos projetos para a Secretaria de Administração das Subprefeituras, as duas concorrentes apresentaram os lances (valores de investimento oferecidos) até que a Arosuco fez a proposta final, de R$ 16,1 milhões. No edital já havia sido informado que o critério de decisão seria o valor da proposta financeira oferecida.

A marca que aparecerá nas ruas da cidade durante os dias de folia deve ser a da cerveja Skol, que pelos últimos dois anos foi a marca oficial do carnaval de rua de São Paulo. De acordo com a prefeitura, esse será o carnaval de rua com maior recursos de patrocínio que a cidade de São Paulo já teve. No total, 538 blocos se inscreveram para realizar um total de 593 desfiles por todas as regiões da capital paulista, durante o pré-carnaval (23 e 24 de fevereiro); Carnaval (2, 3, 4 e 5 de março); e pós-carnaval (9 e 10 de março). 

Entre as atribuições da empresa contratada estão a operacionalização dos desfiles de 624 blocos de rua cadastrados para o Carnaval 2019, o que inclui a prestação de serviços de emergências médicas para os foliões, um plano de trabalho para os cerca de dez mil ambulantes que deverão participar da festa comercializando comidas e bebidas, além da instalação e manutenção de banheiros químicos.

Pelas regras, a Arosuco (Ambev) poderá se associar a outras quatro empresas que desejarem participar da festa como patrocinadoras.

Nos últimos dois anos, a Dream Factory foi a agência vencedora da licitação promovida pela Prefeitura de São Paulo para a operacionalização do Carnaval de rua. Em 2018, a empresa investiu cerca de R$ 15 milhões para a execução do Carnaval na capital paulista, em parceria com a Ambev, que usou a marca Skol como a oficial do carnaval paulistano.

Publicidade

Compartilhe