Visa aponta alta no e-commerce na América Latina e Caribe

Buscar

Marketing

Publicidade

Visa aponta alta no e-commerce na América Latina e Caribe

Segundo estudo da companhia, mais de 13 milhões de portadores do cartão Visa nesses dois mercados realizaram sua primeira compra online no primeiro trimestre deste ano


26 de maio de 2020 - 18h06

Dois em cada dez clientes Visa ativos no e-commerce, entre janeiro e março, são novos neste formato de compras (Crédito: Filadendron/iStock)

Apesar de ainda estarmos enfrentando a pandemia da Covid-19, os impactos dela sobre o comércio eletrônico já são visíveis, principalmente na América Latina e Caribe. No primeiro trimestre deste ano, mais de 13 milhões de portadores do cartão Visa nesses dois mercados realizaram sua primeira compra online ou fizeram esse tipo de transação após uma pausa de 15 meses. Esse número representa que dois em cada dez clientes Visa ativos no e-commerce, entre janeiro e março, são novos neste formato de compras, o que representa 14% do total de contas Visa ativas em mercados importantes no período.

Além disso, segundo estudo da companhia, realizado em sete mercados da América Latina e Caribe em abril, em compras nas lojas físicas, o pagamento por aproximação têm se tornado o preferido dos consumidores dessas regiões. No primeiro trimestre deste ano, o pagamento por aproximação  da Visa triplicou em relação ao mesmo período de 2019 na região, com destaque para Costa Rica e Chile, onde mais de 50% dos pagamentos presenciais foram por aproximação. Já, na Guatemala essas transações representaram 30% do total das realizadas presencialmente. Em abril, esse método de pagamento aumentou 20% em relação ao mês anterior na Colômbia e Paraguai, e no Panamá uma em cada três transações foi feita por meio da aproximação. De acordo com a Visa Consulting & Analytics, no Brasil, o uso de pagamento por aproximação foi cinco vezes maior comparando março de 2019 com março de 2020, visto que esse método atingiu sete milhões de transações mensais Visa em dezembro do ano passado no País.

Por conta das medidas de isolamento social, o estudo, que pesquisou 400 consumidores da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, República Dominicana, Peru e México, aponta que o comércio eletrônico e o pagamento por aproximação são as opções mais seguras e saudáveis durante a pandemia do novo coronavírus. Segundo a pesquisa, 39% dos entrevistados disseram que ‘evitar contato’ foi o critério para comprar online e 26% dos pesquisados consideram essa a forma mais prática de adquirir produtos e serviços. Além disso, os consumidores dessa região mudaram seus gastos: 59% estão comprando mais produtos de limpeza para a casa e 47% mais serviços de streaming, comparando com o período anterior à pandemia.

“Os consumidores só mudam sua forma de comprar e pagar quando veem valor em fazê-lo. A pandemia mostrou rapidamente os benefícios do e-commerce e do pagamento por aproximação, influenciando o comportamento do consumidor no momento em que saúde, segurança e higiene são suas prioridades, seja em casa ou quando precisa sair para fazer compras”, afirmou Vanesa Meyer, head de inovação e design da Visa América Latina e Caribe, em comunicado.

Outros insights observados pela pesquisa dão conta de que a pandemia fez com que os pagamentos digitais, e não em dinheiro físico, se tornassem mais comuns na região. No primeiro semestre deste ano, os cartões de débito foram o método de pagamento preferido 72% das vezes, seguido do cartão de crédito (63%) e dinheiro (44%). Além disso, desde o início da pandemia, o uso de pagamentos com carteiras digitais e P2P (pessoa a pessoa) se tornaram os métodos preferenciais de 12% e 30% dos consumidores, respectivamente.

A pesquisa ainda observou que os consumidores estão preocupados com a higiene durante este período, pois consideram as transações com cartão mais higiênicas e temem que o dinheiro esteja contaminado com o vírus e, mesmo quando utilizam o cartão não se sentem seguros quanto aos terminais, o que os leva a preferir o pagamento por aproximação. No final do primeiro trimestre de 2020, quase 60% das transações presenciais – desconsiderando os Estados Unidos – foram por aproximação, globalmente esse método de pagamento cresceu mais de 40% em um ano. De acordo com o 2019 Global Commerce Unbound Report da Visa, mais da metade dos fatores que influenciam a escolha do pagamento tem a ver com necessidades do ser humano, como controle, conveniência, simplicidade e personalização.

**Crédito da imagem no topo: Anyaberkuti/Stock

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Vanesa Meyer

  • Visa

  • e-commerce

  • Dinheiro

  • comércio eletrônico

  • vendas

  • estudo

  • Compras

  • cartão

  • pagamento por aproximação

  • coronavírus

  • covid-19

  • pandemia

  • américa latina e caribe