Geek Nation faz festival de cultura pop online

Buscar

Marketing

Publicidade

Geek Nation faz festival de cultura pop online

Evento gratuito contará com três dias de programação com conteúdos focados no universo da cultura pop, como filmes, séries, animes, mangás, k-pop e outros

Thaís Monteiro
6 de julho de 2020 - 6h00

Em 14, 15 e 16 de agosto, a Dueto Produções, GGeek, L21 Corp e e Fla Art realizam a Geek Nation Livestream, um festival de cultura pop online e gratuito nas redes sociais. A programação inclui conteúdos exclusivos de estúdios de cinema, plataformas de streaming e desenvolvedores de games, entrevistas, bate-papos, greetings, curiosidades de bastidores de filmes, séries, games e animes e demais conteúdos para atender quatro pilares: Games & Tech, Cultura Pop Ocidental, Cultura Pop Oriental e Lifestyle.

 

Evento também promove concursos culturais (Crédito: Meijii/Pexels)

A iniciativa é uma forma de se relacionar, se manter conectado e entreter o público geek enquanto a primeira edição do festival presencial Geek Nation não acontece. O evento estava marcado para ser realizado em maio deste ano, com a presença do ator Ewan McGregor confirmada, mas foi adiado para 16, 17 e 18 de abril de 2021 devido à pandemia e medidas preventivas adotadas no Brasil. O evento nos moldes de transmissão ao vivo começou a ser projetado ainda em março.

“Após o cancelamento do evento físico, a Geek Nation Brasil sentiu a necessidade de manter-se próxima do público e presente no mercado. Com a ascensão e popularização das lives, em seus mais distintos formatos e segmentos, veio à tona um formato que já era, de certa forma, familiar para o geek: o ‘evento’ online. Tendo isto em vista, a Geek Nation Brasil desenvolveu um projeto para levar a centenas de milhares de fãs brasileiros a experiência mais próxima de um evento geek no conforto de suas casas”, conta Jeff Neale, diretor da Dueto Produções.

Os apresentadores e atrações ainda serão anunciados, mas contarão com nomes relevantes do mercado nacional de entretenimento, diz o executivo. O festival será transmitido no YouTube da Geek Nation e terá grande interatividade nas redes sociais, como Facebook, Twitter, Instagram e TikTok. “A ideia é que seja um festival de várias telas e trazer esse aspecto social para o livestream, para que não seja uma coisa fria. Vai ter o ambiente no YouTube, mas também os chatrooms para comunicação fora dele”, descreve Neale.

“Toda a cadeia, desde os grandes estúdios até os ilustradores, editores de quadrinhos estão animados com a iniciativa, porque toda a cadeia foi afetada. Diversos filmes foram forçados a serem adiados em função de tudo isso. Então estamos tendo feedbacks maravilhosos por todas as partes. A gente entra com toda a nossa tecnologia e curadoria, mas sem dúvida o conteúdo fundamental são eles produtores que trazem: os grandes trailers e lançamentos. O Geek Nation Livestream surge como uma janela tanto para o público quanto para o produtor para que a gente possa movimentar esse mercado que gera milhões de empregos”, descreve Flávio Pinheiro.

A iniciativa espera impactar 500 mil pessoas. O projeto ainda contará sorteios e concursos culturais e demais atividades para interação entre público e convidado. Alguns desses concursos estarão atrelados a doações para o Instituto Ser+, organização sem fins lucrativos que auxilia a formação integral de jovens de 15 a 24 anos em vulnerabilidade social. Durante a live, o festival exibirá um QR Code que direciona o público a doar para o instituto e incentivará pelas redes sociais.

“Acho que as lives têm feito um trabalho muito importante de, de certa forma, catequizar a sociedade em prol disso. Foram arrecadadas muitas toneladas de alimentos com as lives de música, entre outras doações importantes também, como hospitais, equipamentos hospitalares e a gente vai estar antes, durante e depois fazendo esse trabalho que consideramos importantíssimo e com foco nessa instituição que visa a formação de jovens para o mercado de trabalho. E a gente sabe que, em função da pandemia, a questão do emprego vai ser importantíssima”, argumenta Flávio Pinheiro.

O Geek Nation Livestream terá uma marca apresentando o festival, cinco patrocinadores e alguns apoiadores ligados à cultura pop e à tecnologia. Uma das marcas patrocinadoras é a Riachuelo, que é uma grande licenciadora de produtos do universo geek. Os apresentadores da live estarão vestindo produtos da marca e a varejista deve ativar o público com promoções também usando o recurso de QR Code.

“Buscamos empresas que têm uma conexão muito grande com o pensamento contemporâneo e lá na frente. Esse foi o primeiro filtro. O segundo foi empresas que entendem que essa coisa do pertencimento do mundo geek tem muito a ver com o posicionamento das suas marcas, dos seus produtos. O terceiro ponto é empresas que têm como perfil apostar naquilo que jamais foi feito. Tem empresas que só gostam de entrar quando já há uma estrada avançada em um determinado segmento ou produto, evento, festival, seja do que for. Já outras gostam de sair na frente, ser desbravadoras e assumir o risco, porque quando você já tem algo que nunca rolou, há sempre um risco. E esse foi o terceiro critério”, diz Luiz Calainho.

Luiz Calainho e Flávio Pinheiro são sócios no Blue Note e no Musickeria e começaram a negociar uma entrada no projeto da Geek Nation em novembro de 2019 e estão anunciando a união com o Geek Nation Livestream. “Conheço a Monique há muitos anos por conta de estarmos no mesmo mercado e em novembro ela me ligou e disse que a Dueto resolveu entrar no mundo da cultura pop e que entenderam que seria importante ter um pilar na sociedade com uma presença importante do ponto de vista corporativo, do relacionamento com os grandes veículos de imprensa, de grandes agências. Eles entenderam que a nossa chegada fortaleceria nesse sentido, do ponto de vista de marketing. Foi aí que eu e Flávio achamos que tínhamos uma grande oportunidade pela frente bastante importante e começamos a entrar no negócio”, conta Calainho, referindo-se inicialmente a Monique Gardenberg, cineasta e produtora cultural que fundou com a irmã Sylvia Gardenberg, em 1982, a Dueto Produções.

**Crédito da imagem no topo: Novendi Dian Prasetya/iStock

Publicidade

Compartilhe