Salesforce adquire app Slack por US$ 27,7 bilhões

Buscar

Marketing

Publicidade

Salesforce adquire app Slack por US$ 27,7 bilhões

Salesforce pretende incorporar o software de comunicação do Slack em todos os aspectos de suas ofertas de software em nuvem


2 de dezembro de 2020 - 15h35

A Salesforce anunciou nesta terça-feira, 1º., que está fechando a compra do aplicativo de mensagens Slack por US$ 27,7 bilhões, envolvendo dinheiro e ações. Com a iniciativa, a empresa de tecnologia aumenta sua demanda por ferramentas que facilitem o trabalho remoto, que cresceu durante a pandemia, enfrentando plataformas como Microsoft Teams e Zoom. Espera-se que o negócio seja concluído no segundo trimestre do ano fiscal de 2022 da Salesforce.

 

(crédito: Stephen Phillips/Unsplash)

De acordo com o comunicado, os acionistas receberão US$ 26,79 em dinheiro e 0,0776 ações da Salesforce em troca de cada ação da Slack. A Salesforce revelou que planeja incorporar o software de comunicação do Slack em todos os aspectos de suas ofertas de software em nuvem. “Juntos, Salesforce e Slack irão moldar o futuro do software empresarial e transformar a maneira como todos trabalham em um mundo totalmente digital”, disse Marc Benioff, presidente executivo da Salesforce, em comunicado. A notícia foi antecipada pelo jornal norte-americano The Wall Street Journal na semana passada, gerando uma alta nas ações do app de mensagens nos últimos dias.

A aquisição é a maior da história da companhia de tecnologia e um dos principais da história envolvendo empresas de software, se unindo à compra da Red Hat pela IBM (US$ 34 bilhões), a do LinkedIn pela Microsoft (US$ 27 bilhões) e a do WhatsApp pelo Facebook (US$ 19 bilhões).

Fundado em 2010 por Stewart Butterfield, o Slack permite tanto a comunicação corporativa interna entre funcionários como o contato de companhias com clientes e parceiros externos. Desde sua fundação, a plataforma cresceu rapidamente e atraiu ofertas de aquisição de empresas como Google, Microsoft e Amazon, porém rejeitou todas. Quando abriu seu capital em 2019, sua avaliação era de cerca de US$ 19,5 bilhões, entretanto, suas ações despencaram posteriormente. Butterfield continuará liderando o Slack, que passará a ser uma unidade operacional dentro da Salesforce.

**Crédito da imagem no topo: Trendobjects/iStock

Publicidade

Compartilhe