O futuro dos eventos: acolhendo o formato híbrido

Buscar
Publicidade

Opinião

O futuro dos eventos: acolhendo o formato híbrido

A combinação de canais físicos e virtuais eleva ainda mais o potencial dos encontros


27 de maio de 2022 - 16h11

A integração da tecnologia com os eventos mudou o jogo durante a pandemia, elevando o potencial com a combinação de canais físicos e virtuais (Crédito: Divulgação)

Uma vez considerados uma alternativa aos eventos presenciais quando o formato físico simplesmente não era possível, os eventos virtuais conquistaram seu espaço. A mudança no processo de realização com a tecnologia promoveu a expansão das possibilidades de como eventos podem ser. Hoje não se trata mais apenas de uma opção, mas uma expectativa. A próxima fase dessa evolução chegou: os eventos híbridos.

Ao longo da pandemia, os organizadores procuraram romper com a noção tradicional de eventos virtuais, já que muitas plataformas modificaram-se para serem adequadas, permitindo dimensionamento e ajustes sob demanda. Existem recursos capazes de replicar a rede ao vivo entre participantes, palestrantes e patrocinadores, incluindo salas de exposições virtuais e estandes baseados em tópicos que permitem bate-papos individuais, além da capacidade de interagir livremente – como se fosse pessoalmente.

No entanto, tornar-se virtual é apenas o primeiro passo da equação. À medida que as taxas de vacinação aumentaram e muitos países começaram a reabrir, os eventos virtuais agora precisam evoluir para atender a um conjunto diferente de demandas. Por um lado, continua a haver uma preferência por comunicações presenciais, especialmente quando se trata de redes físicas. Por outro lado, as organizações não estão prontas para abrir mão da conveniência, economia de tempo e custos de sediar eventos virtuais.

Da mesma forma, é difícil rejeitar o potencial de alcançar públicos mais amplos, de todo o mundo, em uma escala que não era possível antes. Para os participantes, a flexibilidade é fundamental, pois podem gerenciar melhor seus horários de trabalho e compromissos pessoais em torno desses eventos. O meio virtual seguro também elimina quaisquer complexidades em torno de testes pré-evento ou necessidade de nos isolar novamente.

Adotar o modelo híbrido para eventos se apresenta como a melhor solução, pois permite às organizações e participantes uma experiência mais ampla. Já não é incomum ver tecnologias avançadas como inteligência artificial e realidade virtual/realidade aumentada entrarem em ação na plataforma virtual, trazendo recursos como tradução ao vivo e transcrição para a experiência do evento. Isso ajuda a criar uma experiência única, inclusiva e interativa para todos, independentemente das preferências ou necessidades de idioma.

Isso por si só é difícil de alcançar em um ambiente puramente físico. No que diz respeito à inclusão, o meio virtual também tem permitido que indivíduos com limitações físicas participem de forma significativa dos eventos. O aspecto físico completa a experiência, permitindo que os participantes continuem aproveitando a interatividade que a plataforma virtual oferece.

Para os hosts, a facilidade de uso molda a experiência de sediar e organizar eventos. As ferramentas necessárias para permitir esses eventos híbridos eficazes e envolventes estão prontamente disponíveis. A integração da tecnologia com os eventos mudou o jogo durante a pandemia, elevando o potencial com a combinação de canais físicos e virtuais. Seja qual for o evento ou celebração, o formato híbrido reúne os melhores recursos para facilitar experiências mais atraentes e inclusivas. É apenas uma questão de tempo até que o modelo híbrido se torne o padrão.

Publicidade

Compartilhe

Veja também