Cinco motivos por trás do hype do GTA VI

Buscar

Cinco motivos por trás do hype do GTA VI

Buscar
Publicidade

Marketing

Cinco motivos por trás do hype do GTA VI

Com previsão de lançamento pela Rockstar Games, em 2025, o GTA VI possui alguns aspectos fundamentais que atraem a atenção do público


15 de dezembro de 2023 - 6h01

“O maior lançamento de games todos os tempos”. É assim que o lançamento de Grand Theft Auto VI, ou melhor, GTA VI, previsto para 2025, está sendo tratado. Desde a sua estreia no último dia 4, o trailer (veja ao final da matéria) tem sido um dos assuntos mais comentados da semana no universo gamer. Inclusive, em apenas 30 horas de seu lançamento, o trailer já havia ultrapassado 100 milhões de visualizações no YouTube.

GTA VI

GTA VI é protagonizado por uma mulher latina, a Lucia (Crédito: Reprodução)

Alguns fatores são responsáveis por todo esse hype em torno do lançamento do jogo. Confira abaixo:

1. Mundo aberto

Um deles é o seu gênero. O primeiro GTA, de 1997, foi um dos primeiros jogos a popularizar o gênero sandbox, que traz o conceito de mundo aberto para os jogadores, ou seja, deixa o jogador livre para fazer o que bem-quiser, sem a necessidade, por exemplo, de completar as missões.

“Os fãs do jogo esperam que o GTA VI eleve ainda mais esses padrões, oferecendo um detalhamento impecável do cenário, além de novos personagens complexos e interações mais profundas, que vão além das expectativas, redefinindo o que é possível em termos de jogabilidade aberta”, salienta Cynthya Rodrigues, Head Comercial LATAM da GMD.

2. Jogo online

Além disso, o aspecto online do jogo também um dos motivos pelos quais o GTA VI é um dos jogos mais aguardados de todos os tempos. “Podemos concluir que jogar GTA é viver o jogo como na vida real, e isso é um grande diferencial considerando que o modo online é o que dará a sustentação para o produto no longo prazo”, explica Carlos Silva, sócio, CEO e head of gaming da Go Gamers.

Neste sentido, em agosto deste ano, a Rockstar Games, produtora e publicadora do jogo, adquiriu a Cfx.re, empresa responsável pela criação da FiveM e da RedM, duas plataformas usadas para criar servidores customizados que servem de base para o GTA RP ou GTA Roleplay.

O GTA RP se trata de um mod de GTA V para PC que transforma o jogo em um RPG (role-playing game) online, no qual os jogadores podem interpretar seus personagens, como se estivessem na “vida real”. Além disso, também é possível modificar cenários e veículos como quiser.

“Quando GTA V foi lançado, eles não tinham muito foco na parte online do jogo, tanto que até hoje há muitas críticas por conta de sua arquitetura antiquada. Ainda assim, o jogo se popularizou muito, então esperamos que GTA VI finalmente resolva de antemão esse aspecto”, enfatiza o CEO do Flow Games, Guilherme Nogueira.

3. Inovação

Ainda nessa lógica da jogabilidade do game, outro fator que está impulsionando o hype do GTA VI, é a inovação. “Com cada nova interação, a Rockstar tem introduzido avanços tecnológicos significativos”, reforça Cynthya. A head explica que a expectativa em torno do GTA VI está centrada em melhorias gráficas e, possivelmente, na exploração de novas tecnologias de hardware para proporcionar uma experiência de jogo mais imersiva.

“Por tudo que vimos no trailer e pelo que se espera do próximo GTA, com toda certeza é um jogo que vai estabelecer novos padrões na indústria em termos de gráficos, tecnologia e atenção a detalhes. Com isso, interações mais realistas com NPCs (personagens não jogáveis) e comportamentos mais dinâmicos podem se tornar uma tendência que não poderá ser ignorada em outros jogos”, frisa Cynthya.

4. Legado

O GTA VI faz parte de uma franquia com muita tradição, que se estabeleceu como uma das mais inovadoras da história, segundo Cynthya. “Cada novo lançamento é aguardado ansiosamente pelos fãs que esperam por anos experiências cada vez mais detalhadas”.

E há cada vez mais anos entre um jogo e outro. Neste sentido, o intervalo entre um jogo e outro é crucial, na visão de Nogueira. O GTA 2 foi lançado em 1999, dois anos depois do primeiro jogo, enquanto GTA 3 chegou em 2001. Já o Vice City, foi lançado em 2002, sendo que dois anos depois veio o San Andreas. Após quatro anos, surgiu o GTA 4, e cinco anos depois, o GTA 5, em 2013.

“Repare no efeito cascata desse aumento de intervalo, estamos em 2023, dez anos sem um novo jogo da série principal. Em 2025, a pausa será de 12 anos. Todo esse tempo cria uma grande expectativa para a série”, revela o CEO do Flow Games.

5. Aspectos culturais

Outro elemento importante para todo esse hype em torno do jogo são os aspectos culturais. Nogueira relembra que a principal característica de GTA é abordar tabus da sociedade sem “papas na língua”. “A franquia denota aspectos delicados da sociedade americana, aqui traduzidos numa experiência de videogame que inverte o senso comum, colocando o jogador na pele de um anti-herói, um criminoso que atua às margens da lei, contra as autoridades legais”, complementa.

Por conta dessas características, Nogueira salienta que o jogo costuma ser alvo de senadores, pastores e outras figuras de cunho sócio-cultural, abrindo, assim, um amplo debate sobre as mazelas da sociedade. “GTA moldou a cultura não só de jogos eletrônicos, mas de todo um viés do entretenimento, furando bolhas que atingem um patamar diferenciado de discussão”.

Ainda dentro desse aspecto, o GTA VI contará com uma protagonista mulher latina, a Lucia, algo que não é muito comum no mundo dos games. “Isso demonstra como a Rockstar está atenta com temas que são pautas da nossa sociedade e que impactam a indústria de games”, pontua Silva.

Apesar disso, Cynthya enfatiza que, infelizmente, este ponto está sendo bastante controverso entre a parte machista da comunidade gamer, que acredita que mulheres não podem estar a frente de grandes jogos.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Coca-Cola e Marvel: collab apresenta embalagens dedicada aos fãs

    Coca-Cola e Marvel: collab apresenta embalagens dedicada aos fãs

    Com 36 ilustrações diferentes de personagens nas latas de refrigerante, os consumidores poderão ter a experiência de realidade aumentada

  • Menos da metade da geração Z consome bebidas alcoólicas

    Menos da metade da geração Z consome bebidas alcoólicas

    Estudo da MindMiners revelou que a tendência de mudança de comportamento está relacionada a fatores como falta de interesse e sabor das bebidas