Fabricantes de câmeras buscam identificar imagens geradas por IA

Buscar

Fabricantes de câmeras buscam identificar imagens geradas por IA

Buscar
Publicidade

Mídia

Fabricantes de câmeras buscam identificar imagens geradas por IA

Nikon, Sony e Canon se unem no desenvolvimento de tecnologia capaz de incorporar assinaturas digitais em imagens para distingui-las de fotografias falsas


2 de janeiro de 2024 - 12h09

Com a sofisticação das ferramentas de inteligência artificial (IA), fabricantes de câmeras fotográficas estão trabalhando para combater imagens falsas.

imagens ia

Fabricantes de câmera se unem a agências de notícias e empresas de tecnologia para identificar imagens falsas (Crédito: Chalabala/AdobeStock)

As empresas Nikon, Sony Group e Canon estão atuando em conjunto no desenvolvimento de uma tecnologia que insere assinaturas digitais em imagens. As informações são do portal Nikkei Asia.

A ferramenta Verify fornecerá serviço de verificação gratuito. A identificação da assinatura digital contém data, local e outras credenciais sobre a imagem em questão. Caso uma foto tenha sido criada por IA ou até mesmo modificada, a plataforma a identificará como “sem credenciais de conteúdo”.

As companhias lançaram a tecnologia ao lado de parceiros de peso. Entre eles uma aliança de organizações de notícias globais e empresas de tecnologia.

Além disso, as corporações se organizam para oferecer recursos individualmente em seus recursos. Segundo o portal, a Nikon planeja oferecer câmeras mirrorless já com a tecnologia de autenticação para fotojornalistas e outros profissionais.

Ao mesmo tempo, a Sony deverá apresentar ainda esse ano uma tecnologia que incorpora a assinatura digital em três de suas câmeras por meio de uma atualização de firmware. A ferramenta foi testada ao lado da Associated Press em outubro e pode fornecer informações sobre a imagem no momento em que um fotógrafo a enviar à agência de notícias. Ademais, estuda tornar a solução compatível com vídeos.

Sofisticação em imagens de IA

Os movimentos acontecem à medida que surgem imagens geradas por IA cada vez mais difíceis de serem distinguidas entre reais ou fakes. Foi o caso da foto do Papa Francisco vestindo uma jaqueta da Balenciaga e outras imagens do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sendo preso. O mesmo tem acontecido com os vídeos de deepfake, uma das principais preocupações de órgãos reguladores atualmente.

Big techs também estão na corrida. A Meta anunciou que, a partir deste ano, conteúdos publicitários gerados digitalmente ou por inteligência artificial (IA) deverão ter sinalização no Facebook e Instagram. Já o Google apresentou em agosto uma ferramenta de marca d’água para identificar as fotos em questão.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Fora do BBB 24, Beatriz Reis já faz ‘publi’ para a própria Globo

    Fora do BBB 24, Beatriz Reis já faz ‘publi’ para a própria Globo

    Participante do reality aparece em vídeo publicado nas redes sociais da emissora convidando o público a acompanhar as três novelas da grade

  • Músicas de Taylor Swift retornam ao TikTok

    Músicas de Taylor Swift retornam ao TikTok

    Canções da cantora estavam fora da plataforma devido a impasses em contrato de licenciamento com a Universal Music, gravadora que a representa