Paramount e Comcast negociam parceria no streaming

Buscar

Paramount e Comcast negociam parceria no streaming

Buscar
Publicidade

Mídia

Paramount e Comcast negociam parceria no streaming

Fontes do The Wall Street Journal revelaram que a Paramount esteve em conversas recentes com a Comcast sobre uma possível parceria comercial ou joint venture


16 de fevereiro de 2024 - 17h37

Nos últimos meses, a Paramount anda no centro de várias discussões a respeito de possíveis fusões ou parcerias com outras plataformas de streaming. Nesta sexta-feira, 16, fontes do The Wall Street Journal revelaram que a companhia esteve em conversas recentes com a Comcast sobre uma possível parceria comercial ou joint venture no streaming.

Paramount

Paramount explora alternativas no streaming (Crédito: AdobeStock)

A reportagem indicou que o objetivo dessa união seria juntar o Paramount+, serviço de streaming da Paramount, que conta com títulos como Star Trek e Yellowstone, com a Peacock, possui séries, como Parks and Recreation e The Office, em seu catálogo, além de esportes ao vivo.

Vale ressaltar que as empresas já são parceiras joint venture do serviço de streaming europeu SkyShowtime. Essa união visa atingir mercado europeus que ainda não eram assistindos nem pela Paramount+ nem pela Peacock.

Buscando alternativas

Essa parceria entre Paramount e traria uma redução de custos para ambas as plataformas, além de criar uma opção mais completa para os consumidores, seguindo a tendência de outras plataformas que estão anunciando a união de dois ou mais serviços. Um exemplo recente disso é a recente união entre ESPN, Fox e Warner Bros. Discovery em um novo streaming focado em esportes nos Estados Unidos.

Inclusive, em dezembro de 2023, saiu a notícia de que a própria Warner Bros. Discovery estaria em negociações para uma possível fusão global com a Paramount, o que resultaria na junção entre duas das maiores companhias de mídia do mundo. Na época, David Zaslav, chief executive officer da Warner Bros. Discovery Inc., encontrou-se com Bob Bakish, CEO da Paramount Global, em Nova York, para discutir um possível acordo.

Já no início deste ano, Shari Redstone, dona da National Amusements, controladora da Paramount, estava em negociações com o CEO da Skydance Media, David Ellison, para vender sua participação acionária na companhia. Apesar disso, o acordo ainda não aconteceu.

Além disso, mais recentemente, o magnata da mídia Bryon Allen, proprietário do Allen Media Group, fez uma oferta de US$ 14,3 bilhões para adquirir todas as ações da Paramount Global que estejam disponíveis. O executivo teria oferecido US$ 25,58 por ação da Paramount. Incluindo as dívidas existentes, o negócio total poderia chegar a US$ 30 bilhões.

Até a publicação desta reportagem, a Paramount não se pronunciou oficialmente sobre o assunto.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Globo amplia cotistas e inicia Jogos Olímpicos com 19 marcas

    Globo amplia cotistas e inicia Jogos Olímpicos com 19 marcas

    Detentora exclusiva dos direitos de transmissão da Olímpíada na TV, Globo agrega novos anunciantes às transmissões na TV aberta e Sportv

  • SBT anuncia parceria com Disney+ para exibição de nova novela

    SBT anuncia parceria com Disney+ para exibição de nova novela

    Escrita pela autora Íris Abravanel, trama estreia na segunda-feira, 29, com exibição multiplataforma e foco nas famílias