Marketing boca a boca

Buscar
Publicidade

Opinião

Marketing boca a boca

Estratégia turbina a comunicação das marcas no digital


29 de julho de 2022 - 6h00

Crédito: Shutterstock

Com o digital cada vez mais forte e presente em nossas vidas, as marcas precisam enxergar o potencial da opinião de pessoas comuns, autênticas e diversas, gente como a gente, dispostas a experimentar e falar sobre suas experiências de consumo. Razões para isso não faltam: pesquisas mostram que, assim como desconfia da publicidade tradicional, o público está cada vez mais reticente às mensagens pagas propagadas pelos grandes influenciadores.

Um desses estudos, realizado pela TINT, plataforma global focada em conteúdo gerado por usuário, e publicado no relatório “State of User Generated Content 2022”, mostrou que 39% dos entrevistados disseram que não confiam em influenciadores pagos e 22% têm uma postura neutra em relação a eles. O estudo mostrou, ainda, que 72% dos entrevistados acreditam que resenhas e testemunhais enviados por usuários têm mais credibilidade do que a própria marca falando dela mesma, enquanto 9% disseram que não e 19% se mantiveram neutros.

Conhecido pela sigla em inglês WOM (World of Mouth), o Marketing boca a boca é uma estratégia focada em criar condições para que as pessoas espalhem as mensagens de uma marca de maneira espontânea, com a sua própria linguagem e repertório para um relato mais genuíno possível das suas experiências entre as pessoas com quem se relaciona e convive. Pode ser considerada uma vertente do marketing de influência.

Há uma certa confusão de conceitos no mercado, que entende que o Marketing boca a boca é equivalente à distribuição de amostras para que consumidores testem e compartilhem suas impressões e opiniões com a marca. Neste caso, as informações, no geral, servem para uso interno dos gestores.

O Marketing boca a boca, por sua vez, cuida do recrutamento de perfis de consumidores que têm mais adequação às mensagens das marcas, envia produtos ou vouchers para as respectivas avaliações e, além disso, propõe desafios para que as mensagens sobre a experiência sejam compartilhadas com suas conexões nas redes sociais, de forma autêntica, original e criativa.

O resultado disso é que, de um lado, as marcas se aproximam dos consumidores e conquistam feedbacks extremamente engajados e envolvidos que podem, inclusive, influenciar suas outras estratégias de comunicação; do outro, o mercado se mostra cada vez mais receptivo à ideia de incluir o marketing boca a boca em seu planejamento de marketing.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • E a conta chegou

    As empresas de mídia não se preocuparam em criar uma relação direta com audiência e anunciantes

  • Rosé salgado

    Cannes Lions chega à 71ª edição atraindo a atenção da indústria criativa e demandando altos investimentosno envio de peças e profissionais e em experiências que ativam a presença das marcas patrocinadoras