Mercado já está retomando investimentos e não estamos percebendo

Buscar
Publicidade

Blog do Pyr

Mercado já está retomando investimentos e não estamos percebendo

No Brasil e em mercados desenvolvidos os investimentos começam a retornar

Preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem:


22 de novembro de 2022 - 10h35

Gôndolas supermercado

(Crédito: Monticello/Shutterstock)

Enquanto lemos por todo lado que a crise macroeconômica afetou, como tantos outros setores da economia, também os investimentos de marketing, não estamos percebendo que:

1. Esse impacto realmente ocorreu, mas foi longe de desastroso e a indústria já enfrentou momentos recessivos muito piores historicamente;
2. Se uma parte das marcas reduziu seus investimentos, uma outra parte manteve ou até aumentou seus budgets, notadamente em marketing digital, cujos indicadores desconhecem a crise e seguem crescendo mês após mês, no Brasil e mundo afora (mídia de alta performance)
3. As reduções, segundo levantamentos globais, ficaram entre 15% e 20%, o que obviamente é ruim, mas nada astronômico;
4. Estamos falando em meses, não em anos, como muitos previram, de impacto.

No Brasil e em mercados desenvolvidos os investimentos começam a retornar. Como estamos acompanhando, este último trimestre acumulou Copa, Black Friday e Natal e os anunciantes não estão nada dispostos a perder essa oportunidade acumulada por conta da falta de energia na Europa devido a guerra da Ucrânia. Sim, os vasos são comunicantes, e o que acontece globalmente, nos atinge também. Mas há um grau de independência que descola mercados, descola atividades, descola oportunidades, ferramentas, plataformas, formatos, e dinâmicas de gestão de aportes em marketing, do macro cenário.

E é isso que estamos comendo bola e não percebendo direito.

Começando neste último quarter, mas com reflexos positivos já em 2023, e dali em diante, as economias e as empresas não ficarão mais reféns da macroeconomia como nos últimos meses. O descolamento será gradual, mas inevitável e se alastrará.

Pesquisa feita dos EUA junto a 300 anunciantes, chamada “Estudo de Percepções e Efeitos Macroeconômicos – da Advertiser Perceptions, revela que enquanto ⅓ dos entrevistados admitiu ter reduzido entre 15% e 20%, outros 2/3 mantiveram ou aumentaram seus budgets.

Dos que reduziram, a esmagadora maioria declara que já agora, em Thanksgiving, vai retomar investimentos e que vai manter o ritmo de retomada ano que vem.

Não foi um tsunami, foi uma marola. Agora vem o momento de surfar a onda da retomada.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Equativ e Retargetly formam aliança estratégica

    Equativ e Retargetly formam aliança estratégica

    Anunciantes que usam a plataforma da Equativ terão acesso aos dados de mais de 380 milhões consumidores na AL

  • Singularity University apresenta 24 tendências de tecnologia

    Singularity University apresenta 24 tendências de tecnologia

    Levantamento foi realizado em parceria com o Learning Village, do Grupo HSM