Publicidade

Opinião

O Quinto P do Marketing

Ouvi certa vez de Renato Cavalher que, muitas vezes, um quinto P do marketing seria tão estratégico quanto os outros quatro: o P de Polêmica

Preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem:


2 de julho de 2024 - 6h00

Eu me formei em Administração de Empresas no início dos anos 2000. Naquela época, a “bíblia” do marketing era o livro “Administração de Marketing”, de Philip Kotler. Nesse livro, Kotler abordava uma visão mais moderna que fundamenta o pensamento de marketing até hoje: os famosos 4 Ps do marketing. Vale lembrar que esse composto de marketing foi desenvolvido pelo Professor Jerome McCarthy na década de 60 e são eles:

– Produto
– Preço
– Praça
– Promoção

Esses elementos são essenciais para desenvolver uma estratégia de marketing equilibrada e eficaz.

Já atuando no mercado, ouvi certa vez de Renato Cavalher que, muitas vezes, um quinto P do marketing seria tão estratégico quanto os outros quatro: o P de Polêmica.

Há exatamente um ano, escrevi um artigo polêmico sobre uma campanha publicitária que gerou controvérsias tanto nas universidades quanto nas redes sociais. A campanha em questão foi o filme de 70 anos da VW com Elis Regina. Abaixo, um trecho do artigo:

Da ideia, do roteiro, da direção, da inteligência artificial mais natural que existe: o talento humano.
A inteligência artificial está no filme. Todo mundo vê, mas ela aparece como coadjuvante, enquanto a criatividade, que é a inteligência natural se divertindo, está ali, como protagonista.
É muito mais deep do que fake.
É polêmico? Sim! Mas polêmico é o quinto e novo P do marketing.

Em outro determinado momento do artigo, questionei:

“Será que vai ganhar prêmios internacionais? É possível, mas não importa. Ele já ganhou os corações dos brasileiros.”

Após um ano, esses foram os prêmios conquistados:

– Melhor Comercial do Brasil 2023 – Prêmio SBT
– 2 Lápis Amarelos – D&AD Awards – Londres
– 1 Ouro, 2 Pratas e 2 Bronzes – Festival de Cannes 2024

O mundo aplaudiu e reconheceu o trabalho da Almap.

Com o advento das redes sociais, parece que as polêmicas aumentaram. Você já se perguntou como seria a reação das pessoas hoje em dia diante de campanhas que foram consagradas no passado?

Imaginem como seria o comercial “Meu Primeiro Sutiã” sendo lançado em 2024.

Diversas campanhas ao longo dos anos geraram grande polêmica, muitas vezes pela ousadia ou pelo tema abordado. Algumas delas são:

1. Benetton – “Unhate” (2011): Esta campanha mostrava líderes mundiais se beijando, como Barack Obama e Hugo Chávez. A intenção era promover a tolerância, mas gerou reações mistas ao redor do mundo.

2. Pepsi – Kendall Jenner (2017): Este comercial mostrava Kendall Jenner entregando uma lata de Pepsi a um policial durante um protesto, o que foi amplamente criticado por minimizar os movimentos de justiça social.

3. Nike – Colin Kaepernick (2018): A campanha da Nike apresentava o jogador de futebol americano Colin Kaepernick com a frase “Believe in something. Even if it means sacrificing everything.” Foi aclamada por muitos, mas também gerou boicotes de consumidores que discordavam da mensagem.

4. Dove – “Real Beauty” (2017): Uma campanha da Dove que tinha a intenção de celebrar a diversidade de corpos foi criticada por algumas escolhas de imagem que foram consideradas insensíveis.

5. Gillette – “The Best Men Can Be” (2019): Este anúncio abordou a masculinidade tóxica e incentivou os homens a desafiar comportamentos nocivos. Apesar de muitas respostas positivas, também recebeu críticas e boicotes.

Essas campanhas mostram que a polêmica pode ser um poderoso instrumento de marketing, capaz de gerar discussões e aumentar a visibilidade de uma marca. No entanto, é importante que as empresas estejam preparadas para lidar com as consequências e garantir que a mensagem central seja clara e bem-intencionada.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Como as redes sociais podem contribuir na conversão do e-commerce?

    Como as redes sociais podem contribuir na conversão do e-commerce?

    Levantamento da Nuvemshop aponta maior interferência das redes sociais na venda direta de produtos online no primeiro semestre

  • Pipeline Capital lança concurso para startups de GenAI Commerce

    Pipeline Capital lança concurso para startups de GenAI Commerce

    Iniciativa visa reconhecer IA como elemento acelerador do crescimento das empresas na área de varejo e e-commerce no Brasil