Inovação aberta cresce em 2023 e martechs acompanham

Buscar
Publicidade

Notícias

Inovação aberta cresce em 2023 e martechs acompanham

Segundo levantamento da 100 Open Startups, a contratação de startups por empresas mais do que dobrou no último ano

Preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem:


19 de outubro de 2023 - 12h08

Inovação aberta cresce

Segundo o levantamento, a contratação de startups por empresas mais do que dobrou no último ano (Crédito: RF Studio/Pexels)

A plataforma de inovação aberta 100 Open Startups apresentou o ranking com as startups que mais interagiram com o mercado corporativo ao longo do ano e apontou que a inovação aberta cresce no País.

Segundo o levantamento, a contratação de startups por empresas mais do que dobrou no último ano. O volume de contratos aumentou de R$ 2,8 bilhões para R$ 6,4 bilhões, o que representa crescimento de 130%. O número de startups cadastradas para avaliação também cresceu cerca de 31% na comparação com o ano passado e 3.821 tiveram contratos validados.

Dessa forma, em martechs, startups que unem marketing e tecnologia, 123 empresas tiveram contratos de inovação aberta com grandes corporações validados pela plataforma. O número representa avanço de 4% nos negócios. Em primeiro lugar no ranking, ficou a Driva, solução de inteligência de mercado e geração de leads.

Na sequência, aparecem a Instanteaser, que usa tecnologia para produzir vídeos customizados em motion design, e a AntennasBI, focada em consumer insights mobile. Confira o ranking completo:

(Crédito: Ranking 100 Open Startups)

Assim, para alcançar posição no ranking, foi necessário atingir 62 pontos medidos a partir da quantidade e tipo de relações de inovação aberta firmadas com companhias. Entre as martechs destacadas, cinco não faziam parte do ranking no ano passado.

IA, customer experience e big data

Por fim, inteligência artificial (IA), customer experience e big data estão entre áreas de aplicação que mais apareceram entre as participantes. Já os setores que mais se relacionaram com startups foram: bens de consumo e alimentação (15,6% dos relacionamentos), varejo e distribuição (8,2%) e serviços profissionais (7,5%).

“As martechs que se destacam estão sabendo aplicar melhor as tecnologias. O que diferencia é o sucesso da aplicação de tecnologia, para questões que estão relacionadas no marketing ao relacionamento com o consumidor”, analisa Bruno Rondani, fundador e CEO da 100 Open Startups.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • EY aponta a mudança da realidade no trabalho

    EY aponta a mudança da realidade no trabalho

    Flexibilidade, IA e wellbeing são os temas prioritários, detalhados pelo sócio de consultoria em gestão de pessoas da EY Brasil, Oliver Kamakura

  • Zenvia: o impacto das redes sociais nas decisões de compra

    Zenvia: o impacto das redes sociais nas decisões de compra

    Pesquisa do Conselho Internacional de Shoppings Centers revela que 85% da geração Z é influenciada principalmente pelo TikTok e Instagram