Inteligência artificial na saúde: uma aliada das metas pessoais

Buscar
Publicidade

Opinião

Inteligência artificial na saúde: uma aliada das metas pessoais

Os executivos têm que vestir a camisa, mas sem cuidar da saúde fica difícil avançar no longo prazo


28 de março de 2024 - 14h26

Cada um tem sua noção de vida saudável. Para mim envolve dormir bem (em termos de quantidade, qualidade e regularidade), acordar cedo para fazer algum exercício e me alimentar corretamente. É fácil falar e difícil colocar em prática. Aliás, tenho colocado bem pouco em prática. Tem muitos dias que a agenda profissional (ou a preguiça) se impõe e meu planejamento não funciona. Mas no dia seguinte, retomo os passos planejados em prol da saúde. Essa persistência tem tudo a ver com a reflexão que gostaria de propor neste artigo: você busca o equilíbrio entre o tempo que dedica ao trabalho e à saúde?

Ouso dizer que boa parte dos profissionais não consegue. As razões são variadas, mas basicamente envolvem alto comprometimento com suas empresas — o tal pensamento de dono. Acredito que os executivos têm que vestir a camisa, mas sem cuidar da saúde fica difícil avançar no longo prazo. Não tenho dúvidas que a boa vida requer equilíbrio entre a vivência profissional e a pessoal. Nossa saúde física e mental depende, em grande parte, deste delicado balanço.

Para facilitar tamanha empreitada, tenho usado alguns aliados. O principal tem sido a Inteligência Artificial (IA). Como não poderia deixar de ser, a tecnologia mais inovadora deste século está revolucionando também a saúde. São novas ferramentas que surgem diariamente e que podem nos ajudar a prevenir doenças e perceber melhor o que nosso corpo fala e que, muitas vezes, a correria nos impede de ouvir.

Aqueles que buscam uma vida mais saudável, por exemplo, podem contar com o suporte dos smartwatches. Estes dispositivos, cada vez mais rápidos e inteligentes, oferecem funções que permitem monitorar sinais físicos e atividades diárias, como passos dados ao longo do dia, batimentos cardíacos, pressão arterial, percentual de gordura corporal e nível de estresse, entre outros indicadores.

Eu, particularmente, estou sempre de olho no contador de passos e procuro chegar o mais perto possível dos 10 mil diários, cujos efeitos benéficos já ficaram claros em vários estudos. Acredito que não precisamos de metas ambiciosas que nos deixem frustrados quando não as alcançamos. Ações simples, como andar, nos tiram do sedentarismo e dão ânimo para nos movimentarmos ainda mais.

Os relógios inteligentes podem ser grandes aliados das mulheres que vêm considerando a maternidade e precisam controlar seus períodos férteis, assim como das que escolhem postergar este momento — decisão que, com o passar dos anos, pode trazer alguns desafios. E a IA torna essa parceria ainda mais poderosa. Você sabia que já existe uma plataforma que monitora remotamente os níveis hormonais e se conecta a prestadores de serviços médicos? Com ela, é possível mesclar outros dados coletados pelo smartwatch e ter previsões precisas dos ciclos.

E para acompanhar a grande tendência da área da saúde, que é o investimento na prevenção, o mundo vai ganhar em breve um dos mais avançados dispositivos vestíveis, que nos ajudará a avançar ainda mais nessa agenda preditiva: um anel inteligente que fará a mensuração dos nossos dados vitais durante 24h por dia, com conforto e simplicidade.

Dispositivos como esses reúnem dados que, contextualizados e aprimorados por IA e análises inteligentes, conseguem entregar insights cada vez mais personalizados e de valor inestimável para uma compreensão aprofundada da saúde pessoal. Cabe frisar que, embora este auxílio tenha importância indiscutível, em nenhum momento a IA ou qualquer tecnologia pode substituir o devido acompanhamento de profissionais da área médica.

E mais do que isto, é você que precisa cuidar de você. Não delegue. Não atrase exames. Você precisa estar em primeiro lugar. Afinal, o nosso maior compromisso tem que ser com a gente mesma.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • O que o BBB 24 trouxe de reflexão sobre gênero?

    O que o BBB 24 trouxe de reflexão sobre gênero?

    Com o fim do reality show, algumas questões sobre as mulheres ficaram evidentes

  • Conselheira 101 lança programa de lideranças femininas negras e indígenas

    Conselheira 101 lança programa de lideranças femininas negras e indígenas

    Projeto busca ampliar o número de mulheres negras e indígenas em posições de conselhos e comitês nas organizações