Beel Films expande atuação com filial nos Estados Unidos

Buscar

Beel Films expande atuação com filial nos Estados Unidos

Buscar
Publicidade

Comunicação

Beel Films expande atuação com filial nos Estados Unidos

Produtora especializada em entregas de digital acaba de abrir escritório em Miami, onde deve centralizar atendimento de multinacionais


24 de junho de 2024 - 12h01

A paulistana Beel Films, especializada em digital, está em processo de expansão de mercado com abertura de escritório em Miami, nos Estados Unidos. Fundada em 2016, a empresa trabalha com linguagens, como captação, animação (2D e 3D), banco de imagens, videocast e live.

Beel Films

Sócias da Beel Films, Bruna Cassapietra e Laura Terra falam sobre expansão da produtora para os EUA (Crédito: Divulgação)

Como particularidade do negócio, a produtora possui, além da produção e pós-produção, uma área voltada para criação, como forma de responder à velocidade exigida pelas entregas digitais e multiplicidade de plataformas, explica Bruna Cassapietra, cofundadora e diretora.

“Esse conhecimento que temos do digital acabou abrindo outras oportunidades. Como temos a parte de criação, não existem várias etapas de aprovação e tudo muito mais direto para atender um prazo que é mais urgente”, pontua.

Isso facilita, segundo Laura Terra, cofundadora e produtora executiva, a troca direta com as marcas, ainda que alguns projetos tenham intermédio de agências. Nesse fluxo, o trabalho consiste me entender o que os clientes planejam, objetivos para, assim, identificar os melhores caminhos.

“No digital, existem muitas plataformas e cada uma tem seu público. Hoje, uma campanha se desmembra em várias peças. Então, é possível direcionar o conteúdo de forma criativa para cada lugar e nós conseguimos ser esse braço para as agências”, ressalta.

Expansão da Beel

Com a expansão, o plano inicial é centralizar o atendimento de multinacionais, que já são clientes, no escritório dos EUA. Além disso, a movimentação tem como foco empresas sediadas no país e lideradas por brasileiros. Após fortalecimento de portfólio, o terceiro estágio de crescimento é o mercado local norte-americano propriedade dito.

A produtora já trabalhou com empresas como HStern, Azul Linhas Aéreas, Nuk, Kraft Heinz, Abrabunker (petróleo), Gshock/Casio e CMSW (empresa brasileira de software). A ideia é que em projetos futuros para o exterior o atendimento desses clientes, e de outros, seja feito a partir do escritório dos EUA, mas ainda não há nenhum contrato ou tratativa ao redor dessa migração.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Campanhas da Semana: da TV ao cinema

    Campanhas da Semana: da TV ao cinema

    Warner Bros traz Nina Baiocchi e Toninho Tornado para promover a estreia de Twisters e Nubank convida Ana Maria Braga para ser herdeira da Casa do Dragão

  • Patrocinadora do COB, XP destaca elite do esporte brasileiro

    Patrocinadora do COB, XP destaca elite do esporte brasileiro

    Campanha reforça compromisso da marca em investir nos atletas e traz Alisson dos Santos, Rafaela Silva, Stephanie Balduccine como protagonistas