São Paulo inicia fase de 30 eventos-teste com feira de negócios

Buscar

Comunicação

Publicidade

São Paulo inicia fase de 30 eventos-teste com feira de negócios

Expo Retomada aconteceu em Santos, recebeu 1.264 visitantes e deu início ao processo de retomada das atividades do segmento

Carolina Huertas
23 de julho de 2021 - 14h18

O evento recebeu 1.264 visitantes e realizou testes de COVID19 na entrada (Crédito: Divulgação)

A Expo Retomada, o primeiro dos 30 eventos-testes chancelados pelo governo de São Paulo, foi realizada em Santos nessa quarta e quinta-feira, 21 e 22. A feira de negócios aconteceu no Santos Convention Center, das 11h às 17h, e recebeu 1.264 visitantes únicos, não simultâneos. A montagem envolveu 240 profissionais e 50 expositores.

Seguindo os protocolos elaborados em parceria com o Hospital das Clínicas, todos os participantes foram testados na entrada e encaminhados para uma sala de espera até receber o resultado. Dos participantes, apenas duas pessoas testaram positivo para o coronavírus – um funcionário da montagem e um credenciado como visitante. Ambos foram encaminhados a estações de saúde.

Além dos testes, os protocolos contaram com aferição de temperatura na entrada, acesso controlado por QR Code para diminuir o contato humano, uso de máscara obrigatório em todas as áreas do evento, corredores mais largos para possibilitar o distanciamento e restrição de permanência no local de no máximo três horas. Além disso, o monitoramento de todos os presentes seguirá sendo realizado pelas secretarias de saúde municipal e estadual via SMS, ligação e aplicativo. Também será feita uma nova testagem dos expositores que ficarão em um maior nível de exposição, grupo que corresponde a um terço dos participantes.

“Nosso objetivo é demonstrar tecnicamente e cientificamente com os protocolos e com esses resultados de monitoramento, testagem e retestagem de pessoas, que a realização de eventos é segura desde que cumpra os seus protocolos e seja feita por empresas que tenham o alvará. Somos totalmente contrário aos eventos clandestinos e de aglomeração. Nós pedimos a regulamentação do poder público e ela existe pela liberação do alvará por todas as compartições públicas envolvidas. Esse é um ponto crucial para a retomada do setor” diz Paulo Octávio Almeida, organizador e curador do evento.

De acordo com Almeida, durante o evento em Santos, Rodrigo Goulart, vereador de São Paulo (PSD-SP), anunciou em primeira mão que uma série de decretos da cidade de São Paulo que foram emitidos em relação a pandemia e proibiam a realização de eventos de diversas formas serão revogadas. em um movimento classificado pelo próprior vereador como “revogaço”. A medida deve ser divulgada nas próximas semanas no diário oficial da cidade de São Paulo. “Nós estamos chamando isso de flexibilização consciente. Não é porque agora a legislação vai permitir eventos maiores que o setor vai imediatamente organizar evento para 2 mil pessoas, não é essa a ideia. Era importante que os decretos fossem revogados, mas agora pregamos essa flexibilização com consciência e usando protocolos”, comenta o organizador.

Eventos e aglomeração

Paulo Almeida comenta que é importante para o setor o entendimento de que nem todo evento gera aglomeração. No Santos Convention Center, por exemplo, cabem 4 mil pessoas, porém a capacidade foi limitada a 750 pessoas no local, ao mesmo tempo. Segundo ele, durante a pandemia a proibição de eventos relacionada levava em conta situações como a Rock In Rio, que reúnem milhares de pessoas. Existem, na visão do profissional, diversos formatos possíveis para que os eventos sejam feitos, de acordo com os protocolos. 

“Setecentas e cinquenta pessoas é muito menos gente do que um shopping center recebe de visitação por dia e o único protocolo que eles adotam é a medição de temperatura. Então, se a pessoa for assintomática, ela passa despercebida. Já nós colocamos diversos tipos de protocolos. Nenhum outro setor econômico está tendo que se comprovar seguro como o de eventos de negócios, que é da mesma magnitude de outros que já retomaram e não são questionados”, destaca.

Desafios da retomada 

Para esse momento de retomada, passar a percepção de segurança para todos os envolvidos é um ponto crucial para a recuperação do setor e apesar todos os protocolos terem sido respeitados, Paulo comenta que inicialmente a organização enfrentou dois obstáculos: a compra dos testes e a adequação dos costumes culturais aos protocolos. Inicialmente, o governo declarou que os organizadores teriam que fornecer os testes. Porém, após 18 meses sem atividades, o segmento declarou que não teria condições financeiras para tal e conseguiu uma parceria para que os testes fossem fornecidos gratuitamente pela secretaria de saúde.

Com relação aos protocolos, coisas culturais como oferecer um café ou brindes nos stands, precisaram ser discutidas para que os expositores entendessem o risco “Precisamos colocar no regulamento coisas como o café, que são ações comportamentais. Acho que ainda não tinham sido vistos em nenhum protocolo a proibição de servir produtos, mas precisamos adicionar coisas comportamentais como estas pois, como organizadores de eventos, somos agentes de opinião e o que for feito vai impactar outras pessoas. É preciso cuidado”, diz.

Aumento de eventos 

Inicialmente o governador de São Paulo, João Dória, anunciou no dia 26 de maio um calendário de apenas 10 eventos-testes, que começariam no dia 15 de junho. Dentro desse calendário, a Expo Retomada seria realizada em Santos aconteceria nos dias 29 e 30 de junho. Como o cronograma de vacinação da época não seguiu o esperado, o governo sugeriu a remarcação para esta semana.

Mas, com o avanço da vacinação do Estado, foi anunciado em coletiva no dia 7 de julho, houve o aumento do número de eventos-testes, que passaram de 10 para 30. A lista inicialmente contava com uma feira de negócios, duas feiras criativas, três festas e quatro eventos sociais. Agora, o novo calendário conta com 12 eventos de economia criativa: 

  • Um festival ainda sem data e local
  • Uma feira econômica criativa no Memorial da América Latina na segunda quinzena de agosto e uma em Campinas na segunda quinzena de setembro
  • Um show de orquestra ainda sem local no dia 7 de outubro
  • SP Arte na ARCA, ainda sem data
  • Quatro shows no Allianz Park de outubro a novembro
  • Campus Party no Centro de Eventos do Anhembi de 28 a 2 de novembro
  • SP Oktoberfest (a confirmar) na Vila Alemã de 25 de novembro a 12 de dezembro
  • CCXP (a confirmar) na São Paulo Expo de 15 a 20 de dezembro

Dois eventos esportivos:

  • F1 – GP São Paulo Fórmula 1 no Autódromo em novembro
  • Corrida – SP Volta 10k em agosto

Dois eventos de negócios:

  • Expo Retomada 21 em Santos nos dias 21 e 22 de julho
  • Convenção de negócios – a confirmar

 

**Crédito da imagem no topo: Denise Jans/Unsplash

Publicidade

Compartilhe