“Dados têm valor de sobrevivência”, diz VP da Vivo

Buscar

Marketing

Publicidade

“Dados têm valor de sobrevivência”, diz VP da Vivo

Serviço de publicidade da marca já gerou 24 milhões de views

Karina Balan Julio
11 de novembro de 2016 - 12h58

Mobile-Logan

Foto: Reprodução

Em março deste ano, a Vivo lançou seu serviço de mobile advertising, o Vivo Ads, inspirado em um modelo de “data rewards”. O esquema trouxe um novo valor para os anúncios ao recompensar o consumidor com o elemento que mais tem valor no universo mobile: os megabytes de internet.

“Hoje, o megabyte de internet tem um valor de sobrevivência, como se fosse ar ou energia elétrica, é algo necessário para a pessoa viver. Na publicidade, o vídeo é usado em outros meios, quando o usuário tem que assistir a um vídeo publicitário para ver outro conteúdo, mas o benefício não é tão importante e muitas vezes o usuário não presta atenção”, avalia Ricardo Sanfelice, vice-presidente de estratégia digital e inovação da Vivo.

Hoje, o megabyte de internet tem um valor de sobrevivência, como se fosse ar ou energia elétrica, afirma Ricardo Sanfelice

Após oito meses do lançamento, a empresa registrou um tráfego de mais de 201 terabytes em dados em recompensas, os vídeos veiculados pelos anunciantes foram assistidos mais de 24 milhões de vezesQuando atingido o limite da franquia, o usuário tem a opção de assistir a um vídeo e responder a algumas perguntas sobre o anúncio, sendo então recompensado com mais megabytes para navegar.

O serviço faz parte da estratégia da Vivo de diversificar suas receitas com pacotes que fogem ao escopo tradicional das operadoras de telecomunicação.  “Hoje quando falamos de mídia online, todo o mercado está buscando outras opções além dos grandes portais, redes sociais e buscadores”, afirma Ricardo. A modalidade ainda tem baixa participação nas receitas de serviços digitais da Vivo, mas é a fonte de receita que mais cresce entre eles. Ainda, ele afirma que não há canibalização entre os bônus de megabytes conseguidos e outros mecanismos de recarga e compra de créditos, já que, no fundo, as “pessoas estão usando para consumir mais”. 

Entre os anunciantes que já utilizaram a Vivo Ads estão Unilever, Universal Pictures, JBS, HBO, Fox e Telecine. Até agora, mais de 21 milhões de pacotes de internet foram entregues, de acordo com a operadora. 

Para o executivo, o diferencial é que os dados dos clientes, como perfil de consumo e geolocalização, não são abertos para os anunciantes, aumentando a confiança do usuário na marca. “Usuários estão procurando essa opção e anunciantes estão começando a ver valor, pois é algo que tem brand lift muito alto. O cliente vê a peça do início ao fim e compreende a mensagem. Não atuamos de maneira intrusiva, os clientes tem que optar por usar isso”, finaliza.

 

 

 

 

 

 

Publicidade

Compartilhe