Pinterest aposta em social commerce no Brasil

Buscar

Marketing

Publicidade

Pinterest aposta em social commerce no Brasil

Segundo o country manager Ricardo Sangion, plataforma ajuda marcas a cativar usuários em processo de coleta de referências para suas vidas

Karina Balan Julio
23 de novembro de 2017 - 8h00

O apelo visual de redes sociais tem persuadido marcas a criar estratégias de venda dentro das próprias plataformas, já que é nelas que usuários têm buscado suas inspirações para moda, decoração e viagens. A rede de descoberta visual Pinterest, que se estabeleceu como um repositório de “inspirações”,  agora quer colocar suas ferramentas a favor dos varejistas brasileiros.

Esta semana, lança dois recursos para marcas que querem colocar seus produtos à venda em seu contexto de navegação. A primeira novidade é o Shop the Look, ferramenta que permite ao usuário comprar produtos a partir de “pins” em uma imagem, e também ver recomendações de produtos similares. Já os Pincodes serão QR Codes customizados, escaneados para descobrir produtos e temas com curadoria de marcas e veículos. As marcas podem compartilhar os códigos em pontos de venda, embalagens e peças de propaganda. No Brasil, a primeira marca parceira é a Tok&Stok.

“O Pinterest é muitas vezes confundido com uma rede social, mas, na realidade, é o lugar os as pessoas descobrem o que querem para sua própria vida. O que faz o Pinterest atraente para o marketing é que as pessoas estão na plataforma para planejar, então você pode alcançar pessoas no estágio inicial do processo de compra ou de procura de inspiração”, diz o country manager da plataforma no Brasil, Ricardo Sangion.

“Pensamos em Pincodes como uma forma de ajudar marcas e lojas a conectar seus consumidores ao conteúdo que eles já estão criando na plataforma para promover uma melhor experiência de compra. Como as empresas têm se tornando mais dependentes do e-commerce, é essencial que haja uma maneira mais fácil de consumidores irem de uma experiência off-line para uma online”, explica Ricardo.

No Brasil, a plataforma registra mais de 31 milhões de ideias de moda todo mês, por exemplo, o que torna as ferramentas especialmente interessantes para marcas do universo de beleza e vestuário. O Shop The Look foi lançado nos Estados Unidos em fevereiro e, de acordo com a companhia, impulsiona duas vezes mais cliques em  produtos.

Ricardo explica que 97% das principais buscas no Pinterest não são por marcas, algo que pode ser explorado pelas empresas que querem cativar o consumidor despretensioso, que normalmente não procuraria por produtos e só está coletando referências. “A mentalidade e a intenção das pessoas no Pinterest são muito diferentes das de outros serviços. A plataforma é a forma ideal de gerar conhecimento de marca e aumentar engajamento com audiências que estão em um momento de planejamento”, avalia.

O country manager acredita que o diferencial da plataforma é transformar a inspiração em ação ao longo dessa jornada de busca de referências. “Mais de 80% dos usuários do Pinterest estão no celular, então é um ótimo lugar para empresas alcançarem consumidores que estão navegando pela plataforma. Fazer compras na Amazon ou Google funciona quando você já sabe o que quer. Por termos conhecimento sobre intenção e indexação de imagens, estamos na frente no reconhecimento de objetos em uma imagem e fazer recomendações baseado em gosto dos usuários”, diz.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Ricardo Sangion

  • TokStok

  • pinterest

  • Pinterest