Tradição fala mais alto na escolha de carros autônomos

Buscar

Marketing

Publicidade

Tradição fala mais alto na escolha de carros autônomos

Estudo da ESPM mostra confiança maior em empresas como Apple e Google, mas disposição de compra vai para Tesla e Toyota

Luiz Gustavo Pacete
6 de fevereiro de 2019 - 6h00

 

Carro conceito da Toyota, uma das marcas que desenvolve sistemas de carros autônomos (Crédito: Reprodução)

O mercado de carros autônomos anda agitado. Nesta terça-feira, 5, a Tesla informou a aquisição da Maxwell, empresa de baterias, por US$ 218 milhões. Também nesta terça-feira, a Volkswagen anunciou uma parceria com a Tesla para o desenvolvimento de componentes elétricos. Sem contar os testes de Google, Apple e também empresas tradicionais como GM, Ford e Toyota no segmento. Uma característica marcante da transformação dessa indústria está na divisão clara entre Detroit e Vale do Silício. De um lado, as marcas tradicionais automotivas e de outro as empresas de tecnologia.

Levantamento desenvolvido pela ESPM, feito com 213 brasileiros com disposição de comprar um carro autônomo, no período de julho a setembro de 2018, que será publicado em junho no 16th SGBED & XII ESPM International Conference in Management, identificou o potencial consumidor brasileiro, quando questionado sobre confiança aponta empresas de tecnologia. No entanto, ao serem perguntados sobre usabilidade, preferem as marcas tradicionais.

“Preocupações quanto à segurança, privacidade e discussões sobre dilemas éticos lideram as conversas a respeito desta tecnologia e alimenta as expectativas dos mais otimistas e os medos daqueles que temem repassar a uma máquina decisões que podem ter consequências indesejadas. Outro tema interessante, ligado à adoção de qualquer nova solução, tecnológica ou não, diz respeito ao impacto que a marca pode exercer na decisão por adotar uma inovação”, afirma JC Rodrigues, especialista em mobilidade e responsável pelo estudo.

De acordo com JC, esta poderá ser a primeira vez que empresas de duas indústrias distintas se tornarão concorrentes diretos: montadoras de automóveis e empresas de tecnologia – embora a tendência seja a combinação das capacidades de ambas para desenvolvimento de soluções em conjunto.

Em resumo, a tabela abaixo mostra o ranking em termos de confiança na marca e disposição de uso de carros autônomos:

*Imagem ao topo: reprodução

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Google

  • microsoft

  • Ford

  • samsung

  • Uber

  • Volkswagen

  • Toyota

  • Fiat

  • apple