Natura Musical aposta em festivais para estimular indústria

Buscar

Marketing

Publicidade

Natura Musical aposta em festivais para estimular indústria

Plataforma patrocina nove festivais em 2019 como parte da estratégia para desenvolver mercado musical

Isabella Lessa
18 de abril de 2019 - 16h53

Xênia França no Coala Festival 2018, que neste ano volta a contar com o apoio do Natura Musical (Crédito: Ale Frata)

Nove festivais de música, a serem realizados ao longo de 2019, recebem patrocínio do Natura Musical: Coala Festival (São Paulo), Bananada (Goiás), Coquetel Molotov (Pernambuco), Se Rasgum (Pará), DoSol (Rio Grande do Norte), Radioca (Bahia), Música de Rua (Rio Grande do Sul), Sonâncias e Timbre (Minas Gerais).

O investimento em festivais nacionais é algo que a plataforma começou a fazer em 2017, quando percebeu que este tipo de evento é um elo essencial para o desenvolvimento do mercado. Até então, o Natura Musical, criado em 2005, patrocinava somente artistas, seus discos e turnês. Fernanda Paiva, gerente de marketing institucional da Natura, diz que os recursos da plataforma poderiam tornar-se mais exponenciais se fossem estendidos aos festivais de música independentes, que segundo ela amplificam as cenas regionais, formam novas plateias e ampliam seus repertórios.

Para isso, o programa não necessariamente aumentou o valor destinado a patrocínios. De acordo com Fernanda, o mesmo investimento financeiro antes restrito a artistas e turnês em casas de shows conseguiu cobrir os festivais e triplicar o impacto com o público. Neste ano, a plataforma injetou R$ 4,9 milhões para artistas, bandas, coletivos e festivais. De 2005 a 2018, foram R$ 143 milhões aplicados em patrocínio.

“Os festivais são fundamentais para manter pulsante a cena da cultura independente. Representam a conexão com a localidade, valorizam o que é produzido regionalmente e fomentam a economia local”, pontua Fernanda.

Além desses fatores, o olhar sobre os festivais tem, também, o objetivo de suprir alguns entraves de circulação e comunicação dos projetos e artistas patrocinados. Nesse sentido, os festivais são conectores que atendem algumas necessidades recorrentes, como estrutura de palco, parcerias de mídia e espaço em redes sociais. “O mercado dos festivais é profissional, se desenvolveu muito nos últimos anos. São eventos que conseguem uma comunicação muito abrangente. Conecta elos da cadeia de música”, diz Fernanda. Uma pesquisa do Data Sim, divulgada em 2018, apontou que quase dois mil festivais de música foram realizados nos últimos três anos em todo o Brasil.

Outros eventos sob o radar do Natura Musical são coletivos como o Concha, formado por mulheres para capacitar mulheres que desejam atuar no mercado de música. Para a executiva, essas iniciativas têm papel importante na formação técnica de profissionais e reforça o fomento à música brasileira.

Para eleger os nove festivais patrocinados, o Natura Musical trabalhou com diversos curadores para mapear festivais com repercussão regional significativa e que tivessem afinidade com os artistas e projetos com os quais a Natura já trabalha.

Olhando para a marca Natura como um todo, a continuidade do investimento em cultura condiz com sua visão de sustentabilidade ambiental, cultural e econômica, afirma Fernanda. “Ao mesmo tempo que permite a construção da marca, dialoga com o público jovem, constrói experiência e conteúdo, além de deixar um legado de impacto positivo”.

A programação completa dos festivais será divulgada ao longo do ano. Porém, os artistas patrocinados por Natura Musical já têm presença confirmada: OQuadro, da Bahia, Luiza e os Alquimistas, do Rio Grande do Norte, e Drik Barbosa, de São Paulo, estão confirmados na escalação do DoSol, que acontece em Natal, no segundo semestre de 2019.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • patrocínio

  • Natura

  • Festivais

  • Natura Musical

  • Bananada

  • Fernanda Paiva

  • Coala

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”