O.U.I: o projeto binacional do Grupo Boticário

Buscar

Marketing

Publicidade

O.U.I: o projeto binacional do Grupo Boticário

Nova marca, elaborada a quatro mãos com experts franceses, reforça presença do grupo brasileiro na alta perfumaria e busca trazer às clientes locais o savoir-faire et vivre parisiense

Roseani Rocha
31 de março de 2021 - 6h00

(Crédito: Divulgação)

 “Amantes da alta perfumaria” é a resposta de Diego Costa, diretor de marketing para perfumaria do Grupo Boticário, ao ser questionado sobre o perfil de público que a companhia quer atingir com a marca O.U.I, lançada esta semana.

O nome significa “sim” em francês, mas também é um acrônimo para “original, unique, individuel” (original, única, individual). E o seu apelo é transmitir por aqui a maestria e o bom gosto dos franceses, no que diz respeito a aproveitar os pequenos prazeres da vida e conseguir o equilíbrio perfeito entre simplicidade e elegância.

O projeto vem sendo desenvolvido há dois anos e o premiado perfumista Pierre Aulas assina a direção olfativa dos carros-chefes da marca, cujo desenvolvimento também teve participação de outros quatro perfumistas convidados. Já o design – perfumes também são uma paixão visual, em muitos casos – foi comandado por Thierry DeBaschmakoff. O projeto envolveu, ainda, avaliadores e produtores de óleos essenciais da cidade de Grasse, localizada no sul da França e considerada berço da perfumaria mundial. Finalmente, a Firmenich, renomada casa de fragrâncias internacional, também marcou presença na criação de O.U.I.

Pierre Aulas, um dos talentos envolvidos na criação da nova marca (Crédito: Divulgação)

Nativa digital – o que é bem propício nestes tempos de lockdowns e afins – a marca traz itens refinados de perfumaria e corpo & banho. A linha é composta por oito eaux de parfum em alta perfumaria (disponíveis também em kits com três fragrâncias de 5ml cada) e 20 produtos de cuidados para o corpo. Em destaque, a linha Jardin de Grasse, que presta homenagem à cidade citada, com creme de mãos, perfume, sabonete líquido e sabonete com cordão, este já tributo ao também famoso “Savon de Marseille”. E o arremate é um “Rouge à Lèvres”, batom no tom vermelho que, segundo os criadores, é o mais amado pelas francesas e cujo sucesso, claro, eles pretendem repetir entre as brasileiras.

Aspectos de responsabilidade socioambiental também foram observados: a linha é vegana e sem testes em animais. Além disso, muitos dos produtos têm versão refil (o das fragrâncias reduz em 91% o peso da embalagem).

“Quisemos resgatar a essência do savoir-faire et vivre francês, desde os cinco ingredientes específicos, plantados em Grasse, que constituem os óleos essenciais das fragrâncias, às embalagens. E para isso também temos um ateliê em Montmartre”, explica Diego.

A despeito do tumultuado cenário econômico e do dólar nas alturas, o Brasil continua entre os três principais mercados globais para perfumaria, no qual é acompanhado por Japão e Estados Unidos. “Fragrâncias são muito importantes para o consumidor brasileiro, por fatores como frescor, limpeza, sensação de bem-estar. Mesmo durante a pandemia, ficamos atentos às mudanças de consumo, mas a participação de fragrâncias se manteve, ao contrário de outras categorias”, conta o executivo.

Com 56 marcas de perfumaria, internamente, o Grupo Boticário disputa com a Natura a liderança nessa frente. E o investimento feito agora (valores não divulgados) chega para explorar um espaço ocupado pelos perfumes importados.

No Brasil, os produtos já estão disponíveis para compra no e-commerce próprio www.ouiparis.com e nos sites Beleza na Web e The Beauty Box; já para consumidores franceses, no fr.ouiparis.com.

Os primeiros resultados, comenta Diego, são animadores – e isso ainda sem a publicidade oficial da marca ter começado. A agência responsável é a FBiz, que trará em breve uma campanha quase 100% digital para o lançamento – com o desafio, nada pequeno, de gerar experimentação e experiência de marca para uma categoria tão sensorial.

Embora tenha surgido digitalmente, tão logo as restrições de circulação da pandemia diminuam, e os consumidores possam voltar a flanar por aí, o Grupo Boticário pretende levar os produtos da nova marca também para alguns pontos de venda físicos.

Publicidade

Compartilhe