Transmissão do Oscar atrai anunciantes nos EUA

Buscar

Marketing

Publicidade

Transmissão do Oscar atrai anunciantes nos EUA

Marcas esgotam os espaços comerciais oferecidos pela ABC; Airbnb e Grey Goose estreiam na festa do cinema


23 de abril de 2021 - 16h54

*Texto de Jeanine Poggi, do Ad Age

Estátua do Oscar
(Créditos: Bloomberg LP)

O canal de televisão ABC, dos Estados Unidos, esgotou os espaços comerciais para a inserção de anúncios na transmissão do Oscar, que acontece neste domingo, 25. Parte desse desempenho foi impulsionado pela chega de anunciantes de primeira viagem à premiação.

Starbucks, Airbnb, Grey Goose, Apartments.com, Accenture e Freshpet são algumas das marcas que vão, pela primeira vez, exibir seus comerciais na TV nos intervalos da cerimônia.

Os anunciantes recém-chegados costumam ser parte importante das grandes transmissões. Neste ano, entre as marcas que investiram no SuperBowl, 21 eram empresas que investiam no evento pela primeira vez.

Similar ao acontecido durante o Super Bowl, os anunciantes estreantes no Oscar são “marcas que prosperaram durante a COVID”, diz Jerry Daniello, Senior VP da Disney Advertising Sales. Essas marcas, diz Daniello, estão aparecendo no domingo de um jeito “interessante, oportuno e relevante”, usando o Oscar para apresentar seu conceito criativo.

Outros anunciantes incluem: Google, General Motors, Rolex, Verizon, AARP, Adidas International, Apple, Corona, Eli Lilly, Expedia, GSK, Honda, Kellogg, Keurig, Mars, Procter & Gamble, Power to the Patient e Subway.

Outra tendência que os espectadores podem esperar ver nas exibições dos comerciais dos anunciantes do Oscar é o foco na inclusão na criatividade, diz Daniello, observando que alguns se inclinam para ela como o foco de sua criatividade, enquanto, para outros, essa abordagem acontece de forma mais sutil.

O Oscar vem de uma audiência historicamente baixa no ano passado, com 23,6 milhões de espectadores, que viram o thriller sul-coreano “Parasita”, ganhar o prêmio de melhor filme – uma queda de 20% na audiência em comparação com o ano de 2019. Em apenas quatro anos, a transmissão do Oscar viu quase metade dos telespectadores cobiçados pelos anunciantes desaparecerem.

Apesar desse declínio, os anunciantes continuam atraídos por eventos como o Oscar pois buscam fazer parte de de momentos relevantes culturalmente em meio a um cenário mais fragmentado da mídia.

*Traduzido por Henrique Cesar

Publicidade

Compartilhe