Na CNN, como fica a carreira publicitária de Evaristo Costa?

Buscar

Mídia

Publicidade

Na CNN, como fica a carreira publicitária de Evaristo Costa?

Anunciado como apresentador do novo canal de notícias, jornalista afirma que seguirá com seus contratos de publicidade

Bárbara Sacchitiello
4 de junho de 2019 - 14h09

Evaristo Costa em campanha da Omo; na CNN, ele irá apresentar atração que mistura jornalismo e entretenimento (Crédito: Divulgação)

Atualizada às 17h03

Em fase de estruturação de sua operação no País, a CNN Brasil anunciou os primeiros nomes dos apresentadores que farão parte de sua grade. Ambos com trajetória na TV Globo, Evaristo Costa e William Waack irão comandar atrações diferentes na grade do canal de TV paga, que deve iniciar sua transmissão no segundo semestre.

William Waack irá apresentar um telejornal diário, no horário nobre da CNN Brasil. De acordo com comunicado da emissora, o programa será dedicado a cobertura de política, economia e internacional. A contratação pela CNN Brasil marca a volta de Waack à televisão, meio do qual o profissional estava longe desde dezembro de 2017, quando foi desligado da TV Globo após a circulação, nas redes sociais, de um vídeo em que o jornalista fazia comentários racistas.

CEO da CNN Brasil, Douglas Tavolaro destacou, em comunicado, que Waack trará credibilidade e capacidade de análise para a emissora. “A CNN Brasil tem grande orgulho ao anunciar a contratação de William Waack porque temos a convicção de que se trata de um dos maiores jornalistas do país”, afirmou Tavolaro. “É uma honra fazer parte desse projeto histórico para o jornalismo brasileiro. É também a realização de um sonho profissional: estar na maior empresa de notícias do mundo”, afirma Waack também em comunicado.

Outra contratação anunciada pela CNN Brasil é a de Evaristo Costa, que há dois anos deixou a bancada diária do Jornal Hoje para uma temporada de estudos em Londres. Na nova casa, Evaristo irá comandar um programa diretamente dos estúdios da emissora, na capital inglesa. A atração, segundo a CNN, irá misturar jornalismo e entretenimento. “Estou muito feliz de fazer parte do lançamento da CNN Brasil. E a oportunidade de apresentar meu programa diretamente do estúdio da CNN em Londres é algo único. Certamente é o movimento mais importante da minha carreira”, diz Evaristo, em comunicado

“A contratação de Evaristo Costa nos enche de alegria porque ela é um símbolo do que a CNN Brasil pretende ser: um canal de credibilidade com conteúdo diversificado e com forte presença em todas as plataformas, desde a TV até as redes sociais”, diz Douglas Tavolaro, CEO da CNN Brasil.

Influenciador e garoto-propaganda
Ainda quando estava na bancada do Jornal Hoje, na Globo, Evaristo Costa criou uma proximidade com o público por meio das redes sociais, comportamento que ganhou mais força quando o apresentador deixou a Globo. Uma vez fora do jornalismo, o profissional ganhou liberdade para participar de campanhas e ações publicitárias – algo que a Globo sempre vetou aos jornalistas de sua grade.

Com grande popularidade nas redes sociais (possui mais de 2,5 milhões de seguidores no Twitter e 7,5 milhões no Instagram), Evaristo foi requisitado por algumas marcas que quiseram aproveitar sua conexão com o público, e, também, sua credibilidade. Omo, Qualy, Ponto Frio, Kitano, Rico e Netflix foram algumas das marcas a escolherem o jornalista como garoto-propaganda (relembre as campanhas protagonizadas por ele mais abaixo).

Após a publicação do texto que questionava como ficaria a carreira publicitária de Evaristo agora, com a contratação da CNN, o próprio jornalista procurou a reportagem para esclarecer que o trabalho na nova emissora não implicará em qualquer mudança em sua relação com as marcas. “Minha parte de publicidade não muda nada. Estou liberado pela CNN para fazê-las”, disse Evaristo ao Meio & Mensagem. O profissional também acrescentou que segue com seu contrato até 2020 com a empresa de investimentos Rico, com a Qualy e, até o final de 2019, com a Omo. “Que venham muitas outras”, disse o jornalista.Sigo com meu contrato até 2020 com a Rico e com a Qualy. E Até o fim do ano com Omo. Que venham muitas outras.

A reportagem havia questionado a CNN Brasil a respeito das regras e restrições para a participação de seus jornalistas em ações e campanhas publicitárias, mas recebeu como resposta de que ainda não havia uma decisão concreta a respeito. Informações apuradas pela reportagem, no entanto, apontam que a emissora deverá analisar caso a caso as propostas que envolvam seus talentos. O fato de atração de Evaristo ser um misto entre entretenimento e jornalismo pode, também, ter dado mais flexibilidade para a manutenção dos contratos publicitários do jornalista.

Relembre algumas participações de Evaristo Costa na publicidade:

Qualy

 

Omo

Rico

Kitano

 

Ponto Frio

Netflix

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • globo

  • Notícias

  • jornalismo

  • Canal +

  • Evaristo Costa

  • William Waack

  • Douglas Tavolaro

  • CNN Brasil

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”