TV Paga perde 1,7 milhão de assinantes em 2019

Buscar

Mídia

Publicidade

TV Paga perde 1,7 milhão de assinantes em 2019

País encerrou o mês de dezembro com 15,78 milhões de assinantes de operadoras de TV, segundo dados da Anatel

Bárbara Sacchitiello
4 de fevereiro de 2020 - 17h01

(Crédito: Rawpixel/Unsplash)

Em ritmo de retração mais forte do que nos anos anteriores, a TV por Assinatura fechou o ano de 2019 com uma base de 15,78 milhões de assinantes no Brasil. Em comparação com dezembro de 2018, são 1,7 milhão de assinantes a menos.

A perda de assinaturas vem sendo uma constante do setor desde 2015, quando a base começou a apresentar as primeiras quedas mensais após anos de crescimento. Desde então, a cada ano a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vem reportando queda no total de assinantes no País. A crise econômica, a utilização de novas plataformas de consumo de conteúdo sob demanda e também a pirataria são apontadas por entidades do setor como as principais razões para a diminuição das assinaturas.

Todas as grandes operadoras de TV paga perderam assinantes em 2019. A Claro(Net) segue na liderança do setor, com uma fatia de 49,2% do mercado nacional em dezembro do ano passado. Em segundo lugar aparece a Sky, com market share de 29,7%. A Oi terminou o ano com 9,6% de presença no setor, enquanto a Vivo ficou com uma fatia de 8,4%. Outras operadores menores compõem, juntas, uma presença de 3,1% no setor de TV paga.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • vivo

  • Claro

  • Oi

  • Anatel

  • Sky

  • net

  • Conteúdo

  • TV Paga

  • Negócios

  • dados

  • Espectadores

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”