BuzzFeed procura parceria para manter operação brasileira

Buscar

Mídia

Publicidade

BuzzFeed procura parceria para manter operação brasileira

Medidas seguem crise econômica global decorrente da pandemia do novo coronavírus; equipe brasileira teve corte de salário

Thaís Monteiro
7 de abril de 2020 - 18h51

Nesta terça-feira, 7, a equipe internacional do BuzzFeed anunciou aos funcionários da operação brasileira que o BuzzFeed Brasil pode encerrar suas atividades caso não encontre um parceiro comercial até 30 de abril. De acordo com Matt Drinkwater, SVP Internacional da companhia, a decisão vem seguida da crise econômica global causada pela pandemia do novo coronavírus e mudanças recentes na liderança da empresa. Também foi comunicado ao BuzzFeed Brasil uma redução “significativa” de salário.

 

Em junho de 2019, BuzzFeed Brasil se tornou parceiro de mídia do Theatro Municipal de São Paulo. (Crédito: divulgação)

“Obviamente, essa foi uma decisão difícil e algo que não queríamos fazer. Estamos enfrentando desafios econômicos sem precedentes. O que torna ainda mais difícil é que construímos marcas incríveis e um público massivo e leal no Brasil”, disse o executivo, ao Meio & Mensagem.

No entanto, Drinkwater afirma que a empresa já está em negociações com potenciais parceiros. O objetivo, segundo consta em email que Matt enviou à equipe brasileira, é identificar empresas animadas com o potencial e futuro do negócio. No comunicado, o executivo abre espaço para que os próprios funcionários indiquem contatos.

“Para ser claro, vocês fizeram um trabalho tremendo e construíram uma marca BuzzFeed muito forte, mas a crise econômica global causada pela pandemia do coronavírus requer que encontremos um parceiro para seguir em frente. Como Jonah (Jonah Peretti, fundador e CEO do BuzzFeed) mencionou, nós estamos fazendo tudo o que podemos para minimizar nossos prejuízos e proteger nosso negócio a longo prazo, e nós não tivemos crescimento significativo ou sustentável depois de mudanças recentes na liderança que fizemos entrando nessa crise”, afirmou o executivo, no email. Atualmente, o BuzzFeed Brasil conta com 35 milhões de visitas únicas em suas propriedades, incluindo redes sociais, em cinco anos de operação.

Em janeiro deste ano, Luciana Rodrigues, então managing director do BuzzFeed, deixou a operação brasileira para assumir como CEO da Grey Brasil. Até então, não foi nomeado um substituto para o cargo de comando da plataforma no Brasil. Em 2019, o BuzzFeed reduziu em até 15% seu quadro de funcionários em função de um reposicionamento global e a necessidade de equilibrar custos e definir novas estratégias. A operação brasileira também desligou parte de sua equipe.

O BuzzFeed Brasil estava prestes a fazer uma mudança de Pinheiros para um escritório na região da Avenida Paulista antes do período de isolamento social. A intenção por trás da mudança era ter mais espaço para receber clientes e para a produção de conteúdo em novos formatos que, inclusive, extrapolam a plataforma. “Tenho o sonho de, daqui há dois anos, ter um cinema BuzzFeed, festa ou festival”, indicou Luciana em novembro de 2019.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • matt drinkwater

  • Luciana Rodrigues

  • buzzfeed

  • Buzzfeed Brasil

  • Conteúdo

  • midia

  • digital

  • entretenimento

  • Internacional

  • Notícias

  • jornalismo

  • comida como entretenimento

  • parceiros comercial